×
Loading ...

Como fatores sociológicos afetam o comportamento de uma pessoa

Atualizado em 17 abril, 2017

A sociologia busca explicar o comportamento humano examinando os papéis dos indivíduos em seus ambientes sociais, segundo o professor Michael C. Kearl, da Universidade de Trinity. Dentro da sociedade, muitos fatores individuais, que se combinam para compor as circunstâncias de alguém, podem impactar seu comportamento. Esses fatores incluem a herança cultural de uma pessoa, seu status socioeconômico, o ambiente em que cresceu e seu nível educacional.

Uma combinação de fatores sociais pode impactar o nível de comportamento pró-social de uma pessoa (NA/AbleStock.com/Getty Images)

Cultura

A herança de uma pessoa é com frequência um indicador de comportamento. Comportamentos como cumprimentos, gestos de respeito e a quantidade de contato visual ou espaço pessoal deixado entre nós e os outros podem ser influenciados por nossas origens culturais, diz Gregorio Billikopf, da Universidade da Califórnia. A ideia de que o que é um comportamento aceito em uma parte do mundo possa ser, no mínimo, mal-compreendido e, no pior dos casos, causar dificuldades reais nas áreas de negócio, educação e outras interações, aponta a importância da consciência da diversidade. As pessoas se comportam conforme leem seu ambiente e as pistas que recebem das outras. A cultura frequentemente influencia essas percepções.

Loading...

Status socioeconômico

Muitas coisas podem ser fator de problemas comportamentais em crianças vindas de lares pobres. Seus pais, normalmente, vivenciam mais estresse e uma maior incidência de depressão, o que afeta o bem-estar emocional das crianças adversamente, segundo Carol Propper e John Rigg, do Centro para Análise da Exclusão Social. No Reino Unido, uma criança tem mais chances de exibir problemas de comportamento se seus pais ocuparem posições mais baixas na pirâmide ocupacional, do que uma pessoa de mesma idade com pais em carreiras de classe superior.

Ambiente

Caitlin M. Jones, do Instituto de Tecnologia de Rochester, afirma que no debate "natureza versus criação", o comportamento de crianças tende a ser influenciado mais pelo ambiente do que pela genética. O oposto aplica-se a adultos, cujo comportamento pode ser influenciado por fatores situacionais. Fatores como distanciamento e falta de comunicação com a família, pobreza, falta de disciplina, maior número de filhos, abuso ou negligência podem contribuir para o comportamento antissocial e o crime. Uma criança com experiência de negligência ou abuso tem 50% mais chances de infringir a lei do que uma que não tenha lidado com esses problemas.

Educação

Greg Toppo, do USA Today, relata que o American Human Development Project e o United Way of America uniram forças para desenvolver o Common Good Forecaster, um modelo que demonstra o efeito geral dos níveis educacionais em várias facetas da sociedade. O prognosticador usa dados do censo americano. Ele demonstra que, na maioria dos casos, as rendas aumentariam significativamente, a saúde geral melhoraria, o registro de eleitores aumentaria e a taxa de crimes e prisões cairia drasticamente se mais pessoas fossem educadas.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...