Fosfolipídeos e colesterol

Escrito por suzanne fantar Google | Traduzido por luiz neves
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O fosfolipídeo e o colesterol são substâncias essenciais para a saúde humana e o funcionamento apropriado do corpo. Essas duas substâncias pertencem ao grupos dos compostos de carbono gordurosos ou cerosos chamados de lipídeos, que não se dissolvem na água e compõem uma parte importante das células vivas. Apesar dos fosfolipídeos e o colesterol terem algumas características em comum, elas diferem em suas estruturas, fontes e funções.

Outras pessoas estão lendo

Estrutura dos fosfolipídeos

Os fosfolipídeos consistem de uma cadeia de glicerol ou esfingosina conectada a ácidos gordurosos, um grupo fosfato e outras moléculas que podem variar com o tipo de fosfolipídeo. Eles são anfifílicos, o que significa que cada uma de suas moléculas possui uma cabeça hidrófila (que se liga à água) e uma longa cauda hidrofóbica (insolúvel em água). Portanto, os fosfolipídeos podem se dissolver tanto na água quanto no óleo.

Estrutura do colesterol

O colesterol é um composto altamente hidrofóbico. O centro de sua molécula é composto por quatro anéis de hidrocarbonetos, e é um componente comum de todos os esteróis. De acordo com a "Lippincott's Illustrated Reviews: Biochemistry", a maioria dos colesterois sanguíneos existe em uma forma esterificada — ou seja, com um ácido gorduroso anexado.

Transporte

A American Heart Association indica que moléculas mais largas, chamadas de lipoproteínas, agem como transportadores de fosfolipídeos e colesterol na corrente sanguínea. A cinco maiores famílias de lipoproteínas sanguíneas são os quilomícrons, lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL), lipoproteínas de densidade intermediária (IDL), lipoproteínas de baixa densidade (LDL) e lipoproteínas de alta densidade (HDL). Os termos "colesterol bom" e "colesterol ruim" referem-se ao HDL e ao LDL, respectivamente.

Fontes

Praticamente todas as células, exceto as hemácias maduras, podem produzir fosfolipídeos. Elas produzem-nos através de um processo chamado síntese, no qual dois ou mais compostos simples são combinados para formar um composto complexo. De acordo com dados da University of Cincinnati, o corpo produz normalmente 85% do colesterol necessário a cada dia. Ele sintetiza boa parte desse colesterol no fígado, intestinos, glândulas adrenais e órgãos reprodutores. As fontes da dieta somam os outros 15% do nível de colesterol sanguíneo.

Funções

Os fosfolipídeos e o colesterol agem como componentes estruturais essenciais para todas as membranas celulares. Os fosfolipídeos também agem como componentes da bile e do surfactante pulmonar (uma substância redutora de tensão que recobre o pulmão), como abrigos para outras proteínas das membranas e como reserva de moléculas mensageiras. O colesterol é necessário para a produção dos ácidos biliares, hormônios esteroides e vitamina D.

Fosfolipídeo famoso

A lecitina, um fosfolipídio muito conhecido, está disponível como um suplemento alimentar. Assim como o colesterol, ela existe naturalmente em vários alimentos, como a gema do ovo e a carne. O Nutros.com afirma que a capacidade da lecitina de misturar água e óleo forma a base da maionese.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível