Como funciona um motor de carrinhos de controle remoto com nitro?

Escrito por richard rowe | Traduzido por eduardo horst maidana
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como funciona um motor de carrinhos de controle remoto com nitro?
Motores de dois tempos são mais poderosos e compactos do que os de quatro tempos (cylindre et piston image by Unclesam from Fotolia.com)

No mundo dos motores a combustão interna, existem alguns poucos que podem gerar mais potência para seu tamanho do que os para carros de controle remoto movidos a nitrometano. Alguns motores poderosos desse tipo, como o Novarossi 528XR, podem gerar mais de 3 cavalos de força com 4,58 mililitros. Comparado a um motor de carro normal, em escala, ele seria equivalente a um motor V6 de 4,0 L que geraria impressionantes 2.614 cavalos de potência. Os únicos motores que geram mais potência por volume são os utilizados no carros de corrida do tipo dragster.

Outras pessoas estão lendo

Design básico

Diferentemente dos carros normais, os veículos de controle remoto são muito leves para o seu tamanho. Se um carrinho de escala 1/12 pesa 4,5 kg (o que já é pesado para um carro de controle remoto), seu equivalente em tamanho normal deveria pesar não mais do que 54,5 kg, para manter a mesma taxa de tamanho/peso, ou seja, menos de um décimo de qualquer carro normal. Devido a seu baixo peso por tamanho, os carros de controle remoto possuem motores de dois tempos, que são mais leves, simples e produzem muito mais potência final do que os de quatro tempos equivalentes.

Tempo de pistão abaixado

Quando o combustível é incendiado dentro da câmara de combustão de um motor de dois tempos, a força de explosão empurra o pistão para baixo para gerar potência. Quando o pistão chega ao fundo do cilindro, ele descobre um buraco na parede do cilindro (porta), para saída dos gases resultantes da combustão. No outro lado do cilindro, o pistão descobre simultaneamente outro buraco, por onde entra a mistura de ar fresco e combustível.

Tempo de pistão levantado

Quando o pistão recomeça sua ascensão no cilindro, ele cobre ambos os buracos e comprime a mistura contra o teto da câmara de combustão. É aí que os motores de carros de controle remoto diferem dos de dois tempos normais, e se tornam uma forma híbrida de motores movidos a diesel e gasolina. Os motores dos carrinhos são suficientemente pequenos para não necessitar de uma vela de ignição por faíscas. Ao invés disso, eles possuem uma vela de ignição incandescente, que aquece a mistura a seu ponto de auto-ignição, para que então ela exploda. Essa operação, similar à dos motores a diesel, permite altas rotações por minutos nos motores de controle remoto, que são tão pequenos que essa "ignição por compressão" queimando lentamente a mistura de combustível tem um impacto insignificante sobre o potencial de RPM.

Combustível

A maioria dos motores para carros de controle remoto com nitro usa uma mistura de gasolina ou metanol com nitrometano. O nitrometano é uma forma de combustível líquido usado em foguetes, que contém seu próprio suprimento de oxigênio, permitindo uma queima muito mais rápida. O nitro é parte da razão pela qual esses pequenos motores de dois tempos conseguem utilizar a ignição por compressão.

Indução e exaustão

A maioria dos motores para veículos de controle remoto injetam a mistura de combustível por um virabrequim oco, que possui furos para permitir que a mistura entre no virabrequim e então nos cilindros. Muitos motores de dois tempos para carrinhos de controle remoto usam um exaustor de "câmara de expansão", que age como um dispositivo supercharger. A câmara de expansão age como um aspirador, que puxa ar e combustível pela porta de entrada do cilindro, por dentro do cilindro e pela porta de exaustão. A mudança abrupta de pressão, causada pela câmara de expansão, faz com que a mistura de ar e combustível no tubo de escape faça uma reviravolta e volte para a câmara de combustão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível