Hemangiosarcoma de baço em humanos

Escrito por ron white | Traduzido por kaike misuno
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O câncer é uma palavra que traz consigo o medo, terror, e, em alguns casos, confusão. Afinal, o câncer tem vários nomes estranhos. Imagine ouvir que alguém tem hemangiossarcoma do baço, mais comumente referido como angiossarcoma do baço. Embora extremamente raro, esta forma de câncer leva a morte quase que com certeza para aqueles que desenvolvem a doença. Os tratamentos produzem resultados limitados, e estudos são necessários, mas quase não existem devido a raridade da condição deste câncer.

Outras pessoas estão lendo

Fatos

Hemangiossarcoma é um tipo raro de câncer vascular que ataca e se espalha rapidamente nos humanos. O termo angiossarcoma é frequentemente usado pelos médicos para se referir ao hemangiossarcoma, mas angiossarcomas é um grande grupo de cânceres que incluem outros tipos, incluindo câncer de pele, que tende a atacar os tecidos moles. O baço é um órgão de tecido mole, que desempenha um papel fundamental no sistema vascular humano. É um órgão longo e plano, localizado na cavidade abdominal, cuja função é armazenar sangue, fazer novas células do sangue e destruir os eritrócitos velhos.

Importância

Hemangiosarcomas são raros, mas é uma forma extremamente mortal de câncer. Estes tipos de câncer tem uma elevada taxa de metástases, ou seja, o câncer espalha-se rapidamente a outras partes do corpo. Quando ocorrem no baço, geralmente se espalham para os pulmões e fígado. Da mesma forma com que eles podem se espalhar a partir do fígado para o baço. O tratamento imediato do hemangiossarcoma é vital para a sobrevivência, mas a pesquisa limitada em hemangiosarcomas dificulta tratamento.

Identificação

Hemangiossarcoma aparece como um grande crescimento do câncer no baço. Ele aparece como uma grande massa hemorrágica e normalmente mostra citomorfologia epitelióide, que se refere ao aparecimento de células. Na maioria dos casos, as células assemelham a células epiteliais, longas, coradas na cor de rosa semelhantes a sua estrutura de células epiteliais, que são normalmente encontrados como células de fronteira que separam os órgãos de outras células.

Características

Angiossarcomas do baço são referidos como angiossarcomas esplênicos. Quando o angiossarcoma ocorre no baço, sem câncer anterior no corpo, ele é referido como um angiossarcoma primário, o que significa que a doença originou-se no baço e não se espalhou para outras regiões do corpo. A maioria das informações disponíveis sobre o câncer relata que a sua prevalência é mais comum em cães. Nos humanos, não há mais de 200 casos reportados na literatura internacional, de acordo com a revista Diagnostic Pathology (10/2005). A média de idade dos indivíduos que sofrem do câncer é de 59 anos. Num estudo com 28 pacientes com hemangiossarcoma esplênico, 26 morreram, apesar de terem recebido uma agressiva terapia.

Causas

Nos seres humanos, algumas substâncias tóxicas foram ligados a hemangiossarcoma. Estas substâncias incluem o arsênio, o cloreto de vinil e o dióxido de tório. Segundo o Dr. Sampurna Roy, angiossarcomas geralmente ocorrem em pacientes que receberam dióxido de tório para a angiografia cerebral e em trabalhadores expostos a inseticidas de vinhedos. Trabalhadores expostos ao cloreto de vinil, também tem um risco maior de desenvolverem hemangiosarcomas.

Sintomas

Hemangiossarcoma do baço muitas vezes resulta em dor abdominal. Ruptura do baço e esplenomegalia. O aumento do baço também é comum, de acordo com conclusões de médicos do Centro de Câncer da Universidade do Texas. Em um estudo com 16 homens e 12 mulheres, 75% queixaram-se de dor abdominal e 25% apresentaram ruptura do baço. 17 pacientes apresentaram anemia, e a maioria teve esplenomegalia.

Não perca

Recursos

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível