A história da enfermagem oncológica

Escrito por sharon harmon | Traduzido por ricardo torres iupi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história da enfermagem oncológica
Enfermeiros oncológicos têm um papel importante no tratamento de pacientes com câncer (nurse on her cell image by Tracy Martinez from Fotolia.com)

Originalmente, o papel dos enfermeiros era limitado à prestação de medidas de conforto para os pacientes com câncer. A enfermagem oncológica evoluiu como uma especialidade. Agora, eles estão envolvidos em todo o processo de cuidados para pacientes com câncer: prevenção, diagnóstico e tratamento. Os enfermeiros oncológicos recebem treinamento especializado e podem alcançar a certificação da "Oncology Nursing Society" (ONS - Sociedade de Enfermagem Oncológica) nos EUA.

Outras pessoas estão lendo

Evolução

Antes de 1950, no tratamento do câncer, principalmente os que envolviam cirurgias, os enfermeiros assumiam um papel mínimo na assistência ao paciente. Em 1971, foi criado o "The 1971 National Cancer Act" ("Ato Nacional do Câncer de 1971", em tradução livre) para reduzir os casos de câncer e mortes. O tratamento da doença tornou-se mais abrangente, e os enfermeiros assumiram papéis mais amplos no atendimento especializado. A ONS foi constituída em 1975, e em 1979 ela divulgou seus padrões para a prática de enfermagem. Administrou seu primeiro exame de certificação em 1986.

Enfermagem oncológica pediátrica

A enfermagem oncológica pediátrica tornou-se uma subespecialidade no início dos anos 1940. Os enfermeiros trabalhavam com "especialistas tumorais" e tornaram-se autodidatas nas práticas de enfermagem relacionadas ao câncer. Durante esses primeiros anos, eles trabalhavam principalmente para assegurar que os pacientes estivessem confortáveis​​. Já em 1960, os enfermeiros oncológicos pediátricos estavam praticando avançadas habilidades clínicas. Essa foi a primeira especialidade a desenvolver padrões para o tratamento do câncer.

Descrição do trabalho

Os enfermeiros oncológicos fornecem atendimento direto aos pacientes com câncer. Eles trabalham em hospitais e ambulatórios, como centros de radioterapia e cirurgia. Os deveres específicos incluem a administração de medicamentos, acompanhamento dos resultados laboratoriais e o controle dos sintomas dos pacientes. Os enfermeiros também fornecem apoio emocional a eles em tratamento de câncer, além do rastreio e detecção antecipada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível