A história da profissão de barman

Escrito por tiesha whatley | Traduzido por felipe f. custódio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história da profissão de barman
Drink (have a drink! image by rm from Fotolia.com)

Sendo uma das profissões mais antigas, a existência do barman é datada da antiguidade. Através dos anos, a profissão teve que lidar com altas e baixas, incluindo sua proibição nos Estados Unidos. Hoje existem escolas por todo o país que treinam esses profissionais para misturar bebidas e oferecer sua própria marca de terapia.

Outras pessoas estão lendo

Antiguidade

Vestígios da profissão de barman podem ser encontrados nas antigas sociedades gregas, romanas e asiáticas, em que trabalhavam nas chamadas "casas públicas de bebidas". A maioria dos barman daquele tempo preparavam suas próprias bebidas e eram donos de bares ou hospedeiros.

Europa Ocidental

Os barman, por volta do século XV, faziam parte da elite na França, Inglaterra, Alemanha e Irlanda. A profissão foi considerada como sendo um dos mais ricos oficios do momento.

Pré-poibição

A profissão de barman viajou da Europa ocidental para as Américas. As leis Pioner Inn e Tavern foram aprovadas pelo congresso dos Estados Unidos em 1832, permitindo pousadas e bares servirem bebidas alcoólicas para patriotas que não locassem um quarto.

Proibição

Em 1919, principalmente sob a pressão do movimento de temperança e seus aliados políticos, os Estados Unidos retificaram a 18º Emenda onde a fabricação, transporte e venda de bebidas alcoólicas foram proibidos. Isso suspendeu temporariamente a profissão de barman.

Fim da proibição

Quando a maioria dos estados retificaram a 21ª Emenda em 1933, para a anular a proibição, os barman foram capazes de voltar a trabalhar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível