Mais
×

A história da soda cáustica

Atualizado em 23 março, 2017

A soda cáustica é uma mistura de água e hidróxido de sódio. Seu uso mais importante é como a solução alcaloide usada para neutralizar os ácidos graxos que são usados no sabonete. Este uso particular data de 2.800 a.C.

A soda cáustica é a solução de hidróxido de sódio usada para fazer sabonetes sólidos (em barra) (handmade soap image by Alison Bowden from Fotolia.com)

Babilônia

As evidências do uso de sabonete na Babilônia por volta de 2.800 a.C. já foram desenterradas em escavações arqueológicas. Durante este período, a soda cáustica era constituída de uma mistura de cinzas de madeira e água. Teoriza-se que povos tribais poderiam ter descoberto esta solução ao lavar suprimentos de cozinha que estavam carregados com gordura animal e cozendo cinzas em água, sem perceber, fazendo os primeiros sabonetes.

Romanos

Uma velha lenda romana do Monte Sapo sugere que a soda cáustica foi descoberta pela antiga civilização, também por acidente (como na Babilônia), durante os primeiros 100 anos a.C. O sacrifício animal era praticado no topo do Monte Sapo; quando a chuva caia sobre a montanha, cinzas vulcânicas e gordura animal escorriam pelo rio Tibre. A solução de soda cáustica que se desenvolveu e virou sabão após a mistura com as gorduras de animais sacrificados fizeram desta área um local ideal de limpeza. Essa lenda deu um nome para o processo de fabricação de sabonete — saponificação.

Nicolas LeBlanc

Por volta de 1.780, o químico francês Nicolas LeBlanc sintetizou uma solução de hidróxido de sódio que incluiria soda cáustica caseira. Este é o ingrediente nos sabonetes que conhecemos hoje.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article