Como identificar hélices de madeira para avião

Escrito por georgiana r. frayer-luna | Traduzido por andressa gonzalez
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como identificar hélices de madeira para avião
Hélice de avião (propeller image by Sergey Shaklein from Fotolia.com)

As hélices de madeira foram usadas ​​em diversas aeronaves até o desenvolvimento das lâminas de metal após a Primeira Guerra Mundial. A identificação das hélices de madeira para avião é um desafio, pois não há nenhum estudo oficial ou documentação na história sobre tais hélices. Há, no entanto, informações sobre os elementos de design que podem ajudar a estabelecer uma categoria de tempo para uma hélice de madeira. Esta informação nos levará a uma lista de fabricantes dessas hélices naquela era. O fabricante pode ter informações adicionais que identificarão uma hélice de aeronave.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Determine de qual período de tempo é a hélice. Existem dois períodos utilizados para classificar hélices de madeira: primitivo e moderno. A hélice primitiva inclui a era da Primeira Guerra Mundial. Após a Primeira Guerra Mundial, as hélices de madeira são denominadas como modernas. Os colecionadores lamentam que muitas hélices diferentes feitas em períodos curtos de tempo não possuem mais seus registros de fabricação. Isso torna extremamente difícil a identificação.

  2. 2

    Olhe para os elementos de design das hélices primitivas. Algumas de suas características são o comprimento, o tipo de madeira, o padrão do parafuso, as bordas assimétricas e as pontas cobertas de tecido. A forma como esses elementos eram combinados na construção e no design das hélices variava muito. Estes adereços primitivos eram geralmente de mais de 2,4 m de comprimento e feitos de mogno, carvalho, cerejeira ou nogueira. Havia oito parafusos no eixo e as lâminas eram muitas vezes desalinhadas. Este padrão de desalinhamento fez as lâminas curvadas se parecerem com uma cimitarra. A hélice da Sopwith Pup, criada em 1916, é um exemplo de uma hélice primitiva. A Sopwith Pup foi a primeira aeronave a pousar em um navio em movimento, o HMS Furious.

  3. 3

    Procure informações de fabricantes de hélice primitivas. Os fabricantes que as produziram estavam localizados nos Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e Alemanha. Os principais fabricantes dos Estados Unidos foram The American Propeller Co., Hartzell, e Curtiss. Na Grã-Bretanha, Bristol e Royal Aircraft Factory foram as duas empresas. Na França foram a Chauviere e a Eclair. Na Alemanha, a Axial e a Mercedes. Estas são apenas algumas das empresas que produziam hélices primitivas.

  4. 4

    Procure por elementos comuns nas hélices de madeira modernas. Os colecionadores aconselham a olhar para os elementos comuns dessas lâminas, como o comprimento, os furos dos parafusos, a cor clara da madeira, o design simétrico da lâmina, as bordas de metal e os números do projeto. A hélice de madeira da era moderna incluiu as hélices de 2,4 m, mas também incluiu algumas que eram tão curtas quanto 1,8 m. Havia seis furos de parafusos mais frequentemente do que oito, e a madeira utilizada era diferente da usada nas hélices primitivas. As madeiras utilizadas nas hélices modernas incluíam cinza, vidoeiro e maple. As hélices de madeira modernas também tiveram metal ao longo da borda da lâmina, próximo ao eixo. Há frequentemente um número de projeto na lâmina ou no eixo.

  5. 5

    Procure informações com fabricantes de hélices de madeira modernas. Algumas dessas empresas nos Estados Unidos eram Sensenich, Hartzell, SP Lewis, Gardner e Univair. Durante este período de tempo, as hélices de metal foram desenvolvidas e a produção de hélices de madeira diminuiu conforme as hélices de metal foram utilizadas em aeronaves modernas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível