Mais
×

Como identificar sinais de recaída em pacientes com bulimia

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A bulimia nervosa, ou simplesmente bulimia, apresenta-se como um distúrbio alimentar que envolve a ingestão de grandes quantidades de alimentos e depois a sua liberação do corpo. No entanto, esta doença é na verdade um sinal de problemas psicológicos mais profundos. Superar a bulimia é um processo de recuperar o controle sobre a própria vida e pode levar anos. Familiares e amigos podem ser essenciais na batalha contra a doença, pois podem procurar por sinais de recaída no paciente. É importante procurar e identificar sinais de recaída em pacientes que tentam esconder suas atividades bulímicas.

Instruções

Identifique sinais de recaída em pacientes com bulimia

    Identifique os sinais médicos

  1. Procure por sinais físicos, como unhas e cabelos quebradiços, olhos e cabelos sem brilho, dedos calejados, olhos vermelhos e mudanças de peso inexplicáveis de 2,5 a 4,5 kg.

  2. Preste atenção a queixas envolvendo insônia, sensação de cansaço e fraqueza e dores de cabeça periódicas.

  3. Considere a facilidade com que os pacientes se machucam e a lentidão para as contusões cicatrizarem. Se as escoriações médias e pequenas demorarem um mês ou mais para curarem completamente, isso pode ser um sinal de uma recaída.

  4. Tome nota do aumento de peso, o que pode ocorrer por causa do ganho de água, conforme o corpo tenta reter a água para realizar a homeostase.

  5. Preste atenção em queixas sobre dores de garganta e músculos do estômago doloridos, sinais que apontam para vômitos.

  6. Observe tonturas quando os pacientes com bulimia levantarem rapidamente e precisarem segurar em algo para não cair.

    Identifique os sinais psicológicos

  1. Reconheça os sentimentos de baixa autoestima acompanhados por desejos perfeccionistas.

  2. Preste atenção em sinais de depressão, mudanças de humor e reações exageradas às situações normais.

  3. Observe sentimentos de inutilidade na pessoa bulímica durante e após as refeições.

  4. Preste atenção na desconfiança de elogios feitos por outras pessoas. Por exemplo, se você disse ao paciente que ele está bonito, mas o elogio é ignorado ou desprezado.

    Identifique os sinais comportamentais

  1. Fique atento quanto a grandes quantidades de alimentos serem consumidos ou estiverem desaparecendo da geladeira ou despensa em curtos períodos de tempo.

  2. Procure alimentos acumulados no quarto da pessoa bulímica.

  3. Cuidado com o uso de comprimidos diuréticos, laxantes, jejum e exercício físico excessivo.

  4. Verifique o histórico no computador do paciente bulímico para ver se ele visita sites que promovam a perda de peso, caso seja um menor sob seus cuidados.

  5. Mantenha o controle sobre a vida social do paciente, especialmente quando se trata de encontros onde tenha comida envolvida.

  6. Preste atenção em sons de vômitos, principalmente após as refeições.

Dicas

  • Quase todos os pacientes bulímicos sofrem uma recaída na compulsão e purgação durante o processo de superação desse poderoso transtorno alimentar. Incentive o paciente a manter a batalha e a lutar por menos recaídas.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article