×
Loading ...

As igrejas mais famosas do Brasil

Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images

Introdução

O Brasil é um país que possui diversas religiões. Porém, a sua maioria religiosa está no cristianismo. E dentre os cristãos, a grande maioria é católica. A igreja católica construiu, com o pasar do tempo, muitas igrejas. E várias delas estão no nosso cotidiano. Algumas chamam atenção por sua beleza, outras, por suas histórias. Espalhadas de norte a sul do nosso Brasil, iremos listar as 13 igrejas mais famosas do Brasil.

Getty Images

Basílica de Nossa Senhora Aparecida

Segundo maior templo católico do mundo, apenas perdendo para a Basílica de São Pedro, no Vaticano, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Conceição Aparecida, como também é conhecido, foi idealizado em meados de 1940, devido à necessidade do povo para veneração e devoção à santa. Está construída sobre o Morro das Pitas, em Aparecida, interior de São Paulo. Projetada por Benedito Calixto Filho, sua construção começou no ano de 1955, tendo finalizada suas obras em 1972. Na basílica, existe a "Passarela da Fé", um trajeto de 392 metros que ligam a antiga igreja à basílica, onde os fiéis costumam percorrer de joelhos. Possui uma torre de 100 metros de altura e 18 andares com o mirante, também conhecida como Torre Brasília. Uma média de dez milhões de romeiros visitam o Santuário anualmente.

Flickr:

Basílica Santo Antônio do Embaré

Localizada na cidade de Santos, litoral do estado de São Paulo, a basílica teve sua origem em 1874. Antônio Ferreira da Silva era o barão do Embaré, um bairro da cidade. Depois que veio a falecer, a capela ficou abandonada por vinte anos. Em 1911, depois de uma fase de reconstrução, foi reinaugurada. Em 1915, foi ampliada e ganhou o status de igreja. Em 1922, foi entregue aos frades Capuchinhos, ordem religiosa de família franciscana. Já no ano de 1930, foi lançada a pedra fundamental do que hoje é a basílica, com uma nova edificação. Mas só em 1952 é que foi reconhecida como basílica pelo Papa Pio XII.

Getty Images

Catedral da Sé

Em 1589, foi decidido que seria construída uma igreja na pequena vila de São Paulo de Piratininga. Localizada no que hoje é a Praça da Sé, o projeto terminou em 1616. A igreja foi demolida em 1745 e uma nova foi construída, mas com um estilo barroco. Até 1911, era a catedral da cidade, porém também foi destruída. Em 1913, começou o trabalho de reconstrução da igreja, mas desta vez com outro tipo de arquitetura, um estilo eclético onde prevalecia o neogótico. A reinauguração da igreja aconteceu somente em 1954, devido a que muitas peças vinham da Itália, e por ser um período de guerras, tornava-se muito difícil o transporte. Esta reinauguração ocorreu para celebrar o quarto centenário de São Paulo, em 25 de janeiro de 1954. A catedral terminou sua reforma apenas no ano de 1967.

Getty Images

Catedral Metropolitana de Brasília

Projetada por Oscar Niemeyer, a catedral foi o primeiro monumento de Brasília. Em setembro de 1958, foi lançada a pedra fundamental, tendo sua estrutura completada em 1960. Porém, somente em maio de 1970 é que a catedral foi inaugurada. No conjunto da obra, a Catedral está composta pelo templo, com quatro esculturas em bronze que representam os evangelistas, pela escultura de três anjos, no interior da nave, pelo batistério em forma ovoide e pelo campanário, com quatro grandes sinos. O altar foi doado pelo papa Paulo VI e possui uma imagem, que é uma réplica, de Nossa Senhora Aparecida.

Getty Images

Igreja São Franciso de Assis

Situada na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, a igreja da Pampulha foi inaugurada em 1943. Realizada por Oscar Niemeyer, foi um projeto inovador, já que foi projetada com uma abóboda parabólica, que até então só era utilizada em hangares. Não foi permitida na igreja a consagração da capela, durante muitos anos. Tudo isso devido à sua estrutura inovadora e ao painel de Portinari, que mostra um cachorro na forma de um lobo ao lado de São Francisco. E durante catorze anos, foi tida apenas como um galpão. Hoje, a igreja da Pampulha é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Getty Images

Igreja e Convento de São Francisco

Com influência da edificação jesuíta, a igreja está situada no Largo do Cruzeiro, na histórica cidade de Salvador, Bahia. Possui uma capela-mor dedicada a São Francisco de Assis e oito capelas secundárias. Com rica expressão do Barroco brasileiro, apresenta em seu interior uma linda decoração. Paredes, colunas, teto e capelas são revestidas de intricados entalhes e dourados, como frisos, arcos, florões, volutas e diversas outras figuras. Na capela-mor está o altar-mor, que ilustra a aparição de Cristo, talhado em 1930. O convento possui um subsolo e dois pavimentos sobre o nível da rua e conta com uma inspiração do modelo português do século XVI.

Getty Images

Igreja Nossa Senhora da Candelária

Templo católico localizado no centro do Rio de Janeiro, a igreja é um dos principais monumentos religiosos da cidade. Conta a história que a igreja foi construída por um casal espanhol. Devido a uma forte chuva enfrentada por seu navio “Candelária”, fizeram a promessa de construir uma igreja em homenagem à santa, caso sobrevivessem à tempestade em alto mar. Chegaram ao Rio de Janeiro e, em 1609, mandaram erguer a igreja. É uma das principais obras brasileiras do século XIX, com uma arquitetura neoclássica e seu interior possui um estilo neoclássico e eclético.

Flickr: hamadryades | Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.0 Generic (CC BY-NC-SA 2.0)

Santuário Dom Bosco

O santuário é uma homenagem ao padroeiro de Brasília, São João Melchior Bosco. E é uma das igrejas mais conhecidas e um frequente cartão-postal da cidade. Dom Bosco nasceu na Itália, e desde pequeno já sentia uma inclinação para o sacerdócio. Ele se tornou padroeiro da cidade devido a uma estranha ligação de um sonho que teve com a fundação da cidade. No sonho, Dom Bosco passeava pela cordilheira da América do Sul e ao atravessar bosques, planícies e montanhas, ouviu algo sobre uma terra prometida que cresceria exatamente onde nasceu a cidade de Brasília. O Santuário foi projetado por Lúcio Costa, um dos projetistas da, então futura, capital do Brasil.

Getty Images

Igreja Nosso Senhor do Bonfim

Localizada na Sagrada Colina, na península de Itapagipe, Salvador, Bahia, esta igreja é muito conhecida no Brasil, e pelo mundo afora, pelas famosas fitinhas do Senhor do Bonfim. A imagem do santo foi trazida ao Brasil devido a um capitão português, que ao sofrer uma forte tempestade em alto mar, prometeu trazer a imagem caso sobrevivesse. Em um primeiro momento, a imagem ficou guardada na Igreja da Penha, mas com o término da construção da igreja, em 1754, a imagem foi levada para a Igreja Nosso Senhor do Bonfim. O santo é padroeiro dos baianos e símbolo de sincretismo religioso da Bahia.

Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images

Igreja Nossa Senhora do Bonsucesso

Derivada da antiga capela da irmandade da misericórdia, a igreja se localiza no centro da cidade do Rio de Janeiro. A igreja foi uma reconstrução da capela, que havia sido construída em 1585. Terminada sua construção em 1780, a igreja integrou o complexo Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. Foram mantidos três retábulos e o púlpito da demolida igreja Jesuítica. Estes retábulos, de 1620, são os únicos da cidade e um dos poucos do Brasil esculpidos em estilo maneirista, um estilo anterior ao barroco.

Flickr: Joana Rangel | Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)

Convento da Penha

Situado em Vila Velha, Espírito Santo, o convento é um dos santuários mais antigos do Brasil. Sua história data de 1558, com a chegada de frei Pedro Palácios, de origem espanhola, a atual Prainha. O frei pediu que a imagem de Nossa Senhora da Penha viesse de Lisboa. Enquanto isso uma ermida estava sendo erguida, no alto do morro, até se transformar no Convento da Penha. Este local foi escolhido porque das três vezes em que Pedro perdeu um quadro de nossa Senhora, era no alto do morro que ele aparecia. Hoje, o monumento religioso é o mais importante da arquitetura capixaba.

Flickr: Leandro's World Tour | Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)

Igreja Nossa Senhora da Conceição

Localizada na cidade mineira de Ouro Preto, a igreja está situada perto da Praça Tiradentes. É lá que se encontra o museu de Aleijadinho. A igreja foi projetada e construída por seu pai, Manuel Francisco Lisboa, entre os anos de 1727 e 1746. O que se vê é um estilo barroco, com um interior exagerado, onde não há um só lugar sem ornamentação. Muito diferente de seu exterior, que é bastante simples. No interior da igreja, existem somente três peças de Aleijadinho e muitas peças da arte sacra recuperadas de igrejas de várias partes do Brasil.

Flickr: Isadora Siqueira | Attribution-NonCommercial-NoDerivs 2.0 Generic (CC BY-NC-ND 2.0)

Igreja Matriz de São Pedro

Situada na cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, a igreja que foi construída em um período de oito anos, e é um dos pontos turísticos da cidade. Originalmente erguida em madeira, em 1917, foi reconstruída vinte e seis anos mais tarde em pedras basálticas. A igreja ainda possui vitrais sacros que lembram a passagem de Pedro ao lado de Cristo. Possui uma torre de quarenta e seis metros e inspira a oração de São Pedro, padroeiro da cidade de Gramado.