Irritação na pele causada por orelha-de-elefante e tratamento

Escrito por lishah smith | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Irritação na pele causada por orelha-de-elefante e tratamento
Orelha-de-elefante (gênero Alocasia) é uma planta comum (alocasia image by lnzyx from Fotolia.com)

A orelha-de-elefante (gênero Alocasia) é uma planta comum de jardins externos e floreiras em interiores. Seu nome se deve ao formato de suas enormes folhas. Todas as partes da planta são consideradas tóxicas. Muitas pessoas sofrem grave irritação cutânea decorrente do contato com suas folhas. A ingestão da planta pode ser fatal sendo necessário o imediato tratamento em pronto-socorro.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

A orelha-de-elefante é uma planta ornamental, tropical e perene, típica do verão, e viceja bem em jardins ao ar livre ou em floreiras dentro de casa. A planta verde possui folhas em formato de coração com veias esbranquiçadas. Ela cresce melhor em climas quentes e úmidos, pois não suporta as baixas temperaturas. Sua altura média é de cerca de 60 cm a 3 m, com largura de 30 cm a 3 m.

Dermatite de contato

O contato com as folhas, caules ou raízes da orelha-de-elefante pode causar dermatite de contato de leve a grave. A irritação da pele consiste em queimadura, prurido e possível inflamação. A instituição americana National Eczema Association recomenda, como medida preventiva, o uso de luvas de látex ao manusear a planta, pois esta pode causar irritação ou dermatite de contato. Informa, ainda, que esse tipo de dermatite é visto com mais frequência nas mãos, braços ou outras partes corporais que podem entrar em contato direto com o irritante.

Concepções errôneas

Alguns jardineiros acreditam que só há uma maneira de provocar a irritação com a planta orelha-de-elefante, que é o contato com as folhas ou as florações. O contato com qualquer parte dessa planta pode causar irritação cutânea de leve a intensa.

Tratamento com medicamentos sem receita

Os tratamentos com medicamentos sem receita para outras plantas irritantes, como a hera venenosa, em geral têm boa ação no tratamento da irritação leve causada pela exposição a partes da planta orelha-de-elefante. Lavar a área com sabonete corporal leve e enxaguar com água morna pode aliviar o prurido inicial e a irritação, removendo ao mesmo tempo os óleos da pele além de evitar mais irritação. Os anti-histamínicos orais podem ajudar a reduzir o prurido, queimação e inflamação da pele irritada. Segundo a National Eczema Association, analgésicos tópicos, cremes e loções umidificantes podem oferecer alívio temporário dos sintomas da dermatite de contato.

Tratamento prescrito

A grave irritação cutânea pode exigir o uso de fármacos tópicos e orais prescritos. É importante informar o médico atendente que o paciente entrou em contato com a planta orelha-de-elefante. Procure um pronto-socorro imediatamente caso tenha havido ingestão de qualquer parte da planta.

Advertência

As informações sobre o tratamento, neste artigo, não substituem a experiência ou as recomendações de um médico autorizado. Qualquer tipo de alergia cutânea nunca deve ficar sem tratamento. Procure imediatamente um pronto-socorro se ocorrer urticária ou bolhas na pele, língua, boca ou outras áreas do corpo decorrentes do contato com a planta orelha-de-elefante.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível