ISO 1133 Vs. ASTM D1238

Escrito por dan ketchum | Traduzido por ricardo guardati
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
ISO 1133 Vs. ASTM D1238
A ISO e ASTM oferecem padrões de compras em seus respectivos websites (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

No mundo dos plásticos, o índice de fluxo de fusão mede a taxa de saída - ou fluxo - que ocorre em um polímero natural ao longo de 10 minutos, quando um pistão aplica uma quantidade fixa de pressão a 190 graus Celsius. Conhecer o IFF ajuda os fabricantes a avaliar a viscosidade de uma substância para controlar melhor seu processo. Ambos o ISO 1133 da Organização Internacional para Padronização e o ASTM D1238 da Sociedade Americana de Testes e Materiais servem como padrões para a medição do índice de fluxo de fusão.

Outras pessoas estão lendo

Similaridades

O ISO 1133 e ASTM D1238 têm mais semelhanças do que diferenças. Os fabricantes consideram essas normas "tecnicamente equivalentes", pois ambas detalham padrões similares usando um plastômetro de extração, normalmente conhecido como um indicador de fusão. Ambas normas apresentam testes que medem um ponto na curva de viscosidade sob condições controladas e ambos expressam o IFF em unidades de gramas por 10 minutos. Cada norma especifica o comprimento e diâmetro do orifício, temperatura do barril e capacidade de carga do pistão.

Métodos

Enquanto a norma ISO 1133 requer cinco minutos de pré-aquecimento, a ASTM D1238 requer sete minutos. A norma ISO 1133 tem um ponto de partida de 50 mm e 30 mm de deslocamento de pistão enquanto o método ASTM D1238 tem um ponto de partida de 46 mm e comporta deslocamento entre 6,35 e 25,4 mm. Além disso, as normas ISO e ASTM propõem uma ligeira diferença dimensional no pé do pistão do indicador de fusão.

Características

O ASTM D1238 oferece uma variação do teste de fluxo de fusão, conhecido como teste de fluxo de fusão multi-massa. Este procedimento - que usa pesos diferentes de materiais - oferece medições múltiplas em uma única carga, incluindo medições sob várias condições de carga. A norma ISO 1133 não detalha esse método alternativo. A norma ASTM também recomenda especificações técnicas para indexadores de fusão, enquanto a ISO 1133 não tem essa característica.

Procedimentos A e B

Ambas a ISO 1133 e ASTM D1238 oferecem dois métodos de ensaio, conhecidos como procedimentos de IFF A e B. O procedimento A baseia-se num indicador de fusão manual que faz cortes em intervalos regulares, que são então pesados ​​numa balança analítica para determinar o IFF, ao passo que o processo B não apresenta nenhum corte ou pesagem. Em vez disso, ele determina o IFF via de medição do volume de resina extraída. Normalmente, o procedimento B produz medições mais precisas, pois tem menos possibilidades de interferência do usuário. No entanto, este procedimento requer um valor preciso para a densidade de fusão da resina à temperatura de ensaio, enquanto o procedimento A não exige esse conhecimento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível