Como lidar com problemas climáticos sendo um controlador de tráfego aéreo

Escrito por ehow contributor | Traduzido por mariana pelicano
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com problemas climáticos sendo um controlador de tráfego aéreo
Lidar com problemas climáticos sendo um controlador de tráfego aéreo

Quando o clima ruim chega, a maioria das pessoas apenas encontra um caminho para o abrigo mais próximo. Quando o controlador de tráfego aéreo enfrenta o clima, é responsável por manter centenas, às vezes milhares, de pessoas a salvo. Eles são os semáforos e as placas no céu e precisam lidar com todos os tipos de fenômenos do clima, como neblina, gelo, vento, chuva e relâmpagos.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Perceba que a maioria dos civis controladores de tráfego aéreo trabalha para a Administração da Aviação Federal (Federal Aviation Administration -- FAA), em inglês). O treinamento, que inclui enfrentar problemas climáticos, é muito intenso. Aqueles que trabalham no Controladores da Estação de Serviço de Voo (Flight Service Station Controllers, em inglês) devem dominar as condições climáticas, começando com instruções pré-voo (veja "Recursos", abaixo).

  2. 2

    Lide com problemas climáticos com a ajuda de um radar. Ele reconhece precipitações, mas não pode determinar de que tipo (como chuva ou granizo, por exemplo). Radares de vigilância do aeroporto podem mostrar mais ou menos precipitação. De qualquer modo, um controlador de tráfego aéreo sabe que essa é uma situação a se verificar adiante.

  3. 3

    Verifique relatórios de clima adicionais através do Processamento do Clima e Radar (Weather and Radar Processing -- WARP, em inglês), um programa que capta a informação do NEXRAD, um centro de última geração que fornece serviço ao Serviço de Meteorologia Nacional. A tecnologia NEXRAD usa os mais avançados radares "doppler" para determinar fatores adicionais que podem afetar voos, incluindo altitude do temporal e velocidade e direção de um sistema de temporais. Tempestades com rotação podem indicar possíveis tornados. Se o WARP notar qualquer um desses fatores, avisará o piloto para tomar medidas severas para evitar o clima.

  4. 4

    Reconheça que controladores de tráfego aéreo classificam tempestades em seis níveis diferentes, de 1 (fraco) a 6 (extremo). Também dão avisos aos pilotos para evitar tempestades de alto nível.

  5. 5

    Tenha consciência que um dos maiores problemas climáticos para um controlador de tráfego aéreo não é chuva ou relâmpagos, mas o movimento do ar. Correntes ascendentes ou descendentes poderosas podem danificar aviões.

  6. 6

    Encontre informação adicional sobre o clima com outros controladores de tráfego aéreo em um dos 21 Centros de Controle de Tráfego de Rota Aérea (Air Route Traffic Control Centers, em inglês). Cada centro tem meteorologistas que monitoram climas perigosos que pode afetar o tráfego aéreo. As instruções mantém todos atualizados de condições climáticas iminentes.

  7. 7

    Peça por um relatório de bordo. Tanto controladores de tráfego como pilotos podem pedir um ao outro por relatórios que determinam como o voo está indo. Controladores anotam e investigam causas de turbulência.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível