Mais
×

Lista de doenças relacionadas com proteínas

Atualizada April 17, 2017

Os fisiculturistas e atletas sabem que as proteínas combatem doenças. Eles estão conscientes de sua importância na construção e reparação do tecido muscular. Por exemplo, sem uma ingestão adequada de proteínas, os concursos e exercícios dos fisiculturistas são contraproducentes. Eles irão participar de treinos ou competições, mas seus músculos não irão se regenerar, a não ser que eles reponham proteínas de volta ao corpo. O corpo humano é constituído e sustentado por proteínas, que são necessárias para combater doenças.

A proteína regenera os músculos (Working out with dumbbell image by MAXFX from Fotolia.com)

Kwashiorkor marasmática

A kwashiorkor marasmática é uma doença causada pela deficiência de proteína. Alguns dos sintomas são edema com um acúmulo de líquido no estômago, pressão arterial baixa, incapacidade de tolerar temperaturas frias e apatia. O kwashiokor ocorre quando a ingestão de proteína é severamente limitada, muito embora o indivíduo, geralmente uma criança, receba uma ingestão adequada de calorias, na maior parte amidos.

As crianças precisam de proteína (something for health image by anna karwowska from Fotolia.com)

Desnutrição energético-protéica

O Marasmo, também denominado desnutrição energético-protéica - (DEP), é uma doença de deficiência de proteína encontrada principalmente em crianças que vivem em situação de pobreza extrema, o que as leva a sofrer de falta de proteína. O Marasmo é uma condição única na medida em que existe um déficit em proteínas e calorias. Nesse caso a criança não está recebendo proteínas ou calorias necessárias para desenvolver-se. Uma criança com Marasmo é esfomeada e magra, o tecido muscular é desperdiçado e a pele é extremamente seca e fina.

A proteína necessária para a energia (children image by Photoeyes from Fotolia.com)

Proteinúria

Proteinúria é uma abundância de proteína na urina. Essa proteína é chamada albumina. Quando há albumina na urina é provável que a doença renal crônica esteja presente. Eis o que acontece: proteínas são grandes demais para passar pelos filtros dos rins, portanto, quando há uma grande quantidade de proteína na urina, os filtros urinários são danificados. Além disso, quando a proteína acumula-se na urina, tal como acontece com a proteinúria, o transporte de nutrientes pela corrente sanguínea não funciona corretamente. Em vez disso, os fluidos se acumulam em uma área do corpo, causando edema. A evidência do edema é o inchaço na área afetada, por exemplo, quando os pés, o estômago ou as pernas tornam-se distendidos. É necessário um teste para determinar a presença de proteinúria.

Obtenha uma quantidade adequada de proteínas (cooked egg image by AGphotographer from Fotolia.com)
bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article