Como livrar-se de um ninho de pardais

Escrito por simone cole | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como livrar-se de um ninho de pardais
O sucesso desses pardais deve-se, em parte, ao fato de conseguirem multiplicar-se nas cidades (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O pardal-doméstico, de nome científico Passer domesticus, é uma ave não nativa e invasora encontrada em quase todas as partes do Brasil e que ocupa o mesmo nicho ecológico de várias aves nativas, cuja sobrevivência é dificultada pelo invasor. Embora alguns os considerem bonitinhos, muitos concordam que eles têm de ser controlados. Assim, a remoção dos ninhos é uma maneira de lidar com essa ave invasiva e problemática.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Escada
  • Cesto de lixo
  • Vareta ou galho

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Observe as aves para certificar-se que o ninho que irá remover pertença realmente a pardais-domésticos e não a uma espécie parecida. Consulte um guia de campo, como um manual de ornitologia, ou um site, como o "Cornell's All About Birds", para ajudar na identificação. Tenha 100% de certeza de não se tratar de uma ave nativa protegida pelo código ambiental, para evitar punições. Cuidado, pois algumas aves são muito semelhantes aos pardais, mas estão protegidas pelo IBAMA.

    Como livrar-se de um ninho de pardais
    Pesquise - guias de campo e sites ajudam a diferenciar as espécies (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)
  2. 2

    Os ninhos procurados encontram-se em fendas e casas de outros pássaros. Se um pardal-doméstico for visto colocando materiais de ninhos em um espaço a ser utilizado por outra espécie, remova-o antes de ficar pronto. Remoções e perturbações diárias geralmente são o suficiente para mantê-los longe, mas, infelizmente, a atividade humana constante provavelmente irá intimidar também outras espécies. Portanto, foque em remover elementos que atraiam os pardais domésticos. Milho e painço, por exemplo, podem ser trocados por sementes de girassol.

  3. 3

    A remoção de um ninho pronto, sem ovos, é fácil, bastando colocá-lo em um cesto de lixo. Lembre-se de usar uma luva para proteger-se de doenças e parasitas e limpe a área com água fervente. Evite usar inseticidas ou talco, pois eles podem afetar outras espécies. Uma limpeza anual pode ser feita após a época de acasalamento dessas aves.

  4. 4

    Se houver ovos no ninho, remova-os e destrua-os. Prossiga, então, com a remoção do ninho e posterior limpeza da área.

  5. 5

    Armadilhas para os pardais-domésticos podem ajudar significativamente no aumento do número de ninhos de aves nativas. Depois da instalação de várias delas, um guarda florestal californiano viu o número de filhotes de sabiás azuis duplicar em um ano. Consulte os departamentos de segurança ambiental de sua cidade para discutir o que fazer com os pardais capturados. Alguns centros de proteção de águias e aves de rapina ficariam felizes em recebê-los para alimentar corujas, falcões e outras aves machucadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível