Métodos de extração de metais preciosos para análise

Escrito por loise kinyanjui | Traduzido por juliana néris nakanejo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Métodos de extração de metais preciosos para análise
O ouro é um metal precioso usado na confecção de alianças (Getty Images)

Os metais preciosos são elementos metálicos que ocorrem naturalmente, como o ouro, a platina e a prata, e são menos reativos que outras formas de metais. Eles são raros e têm alto valor econômico. Alguns deles, como o ouro e a prata, foram usados para fazer moedas, mas agora são normalmente utilizados para confecção de joias ou como investimento. Vários métodos são usados na extração desses metais preciosos para análise antes que a mineração em grande escala possa ser realizada.

Lixiviação

Um método comum de extração de metais preciosos de um minério de base é a lixiviação. Ela envolve a dissolução da amostra mineral em líquido. O metal precioso é extraído do substrato mineral e se combina com o líquido para formar um complexo que é mais fácil de separar e processar. O minério remanescente fica suspenso e não reage com a solução líquida, então não há contaminação do metal precioso separado. O cianeto é um agente de lixiviação usado na separação de ouro e prata. Entretanto, é um empreendimento perigoso por causa da sua toxicidade. Os níveis ácidos devem ser regularmente monitorados para prevenção da formação do gás cianeto de hidrogênio, que é a sua forma tóxica.

Copelação via coletores de chumbo

A copelação, que também é chamada de ensaio de fogo, requer o uso de uma mistura fundida para extrair o metal precioso. A mistura fundida é feita de óxido de chumbo e substâncias, incluindo o carbonato de sódio, bórax, sílica, nitrato de potássio e farinha. A mistura fundida reage com o mineral bruto e os metais preciosos são oxidados pelo chumbo e ligam-se para formar gotas de chumbo derretido, que coletam os metais preciosos. As substâncias são reduzidas a borosilicato que contém todas as outras impurezas. Então o chumbo é separado dos metais preciosos pelo aquecimento da mistura em uma fornalha.

Copelação via coletores de níquel

Como alternativa ao chumbo, o níquel pode ser usado para reagir com os metais preciosos na mistura bruta para formar a mistura metal-níquel chamada de "botão". O mesmo processo da copelação via chumbo é observado exceto que a separação do níquel dos metais preciosos requeira uma abordagem diferente. Ao invés de submetê-lo às altas temperaturas dentro de uma fornalha, uma solução de ácido clorídrico é usada para dissolver o níquel deixando para trás os metais preciosos para análise.

Método de análise por raio-X fluorescente (XRF)

O método de raio X é uma técnica moderna de extração de metais preciosos. O processo chamado de raio X fluorescente baseia-se na habilidade de materiais diferentes terem assinaturas diferentes quando expostos aos raios X. Nesse método, a separação de metais preciosos completamente do mineral não é necessária. Você precisa apenas preparar uma amostra composta de metal e mineral, e então submetê-la aos raios X que darão a assinatura da fluorescência, indicando a qualidade dos metais no mineral.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível