Níveis de nutrientes na lentilha

Escrito por misty barton | Traduzido por fernando telles
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Níveis de nutrientes na lentilha
A lentilha é uma pequena planta que cresce em águas paradas (rotten drying swamp image by starush from Fotolia.com)

A lentilha é a menor planta com flor do mundo, com cerca de 40 espécies existentes; essas pequenas plantas aquáticas crescem tão rapidamente que uma única colônia flutuante pode dobrar de tamanho em menos de 48 horas. Esse crescimento é mais expressivo em climas temperados e tropicais, e elas preferem áreas com poucas ondas ou esteiras, onde é protegida pelo vento; embora também tenham sido encontradas em áreas com temperaturas extremas e condições de crescimento. As plantas da lentilha removem uma porcentagem muito grande de nutrientes da água durante seu ciclo de crescimento e, por isso, são potencialmente valiosas, tanto como uma fonte de alimento como um sistema de purificação de água.

Outras pessoas estão lendo

Água

A lentilha fresca contém entre 90 e 95 por cento de água, o que não é surpreendente, por ser uma massa aquática com densidade baixa o suficiente para flutuar. Para medir seus outros valores nutricionais, os cientistas olham para sua massa seca.

Proteína

A lentilha chamou a atenção de especialistas agrícolas interessados ​​em seu potencial como um suplemento alimentar para o gado devido ao seu alto valor proteico. Quando cultivada em condições ótimas, a lentinha pode conter até 45 por cento de proteína bruta na sua massa seca. A composição química destas proteínas, ricas em aminoácidos essenciais como a lisina e a metionina, faz com que elas se sejam mais parecidas com uma proteína animal do que vegetal, em termos de composição.

Fibras

A planta, naturalmente, tem tipicamente um teor de fibras entre 15 e 30 por cento. Em condições ideais da água, no entanto, a lentilha não precisa de um teor muito alto para ser cultivada, necessitando de apenas cinco por cento de fibra na sua composição nutricional. Em condições de crescimento melhores e com a massa da fibra minimizada, a quantidade total de proteína na planta é maximizada.

Outros elementos nutricionais

A massa seca da lentilha, quando testada, continha entre 1,8 e 9,2 por cento do tecido lipídico e entre 14,1 e 43,6 por cento de carboidratos. As lentinhas cultivadas, especificamente, demonstraram maiores concentrações de certos minerais e pigmentos, tais como o beta-caroteno e a xantofila, o nitrogênio e o fósforo.

Crescimento

Devido ao seu crescimento rápido e sua composição nutricional, a lentilha vem sido estudada como uma potencial fonte de alimento para aves domésticas, suínos, bovinos e o próprio consumo humano. O teor de fibras alimentares populares, como grãos de soja e mila, pode chegar a 50 por cento, o que não é considerado digerível. A lentilha, como fonte de alimentação, pode ser decomposta e mais completamente consumida pelos animais, aumentando as taxas de conversão do alimento. Além disso, toda a planta da lentilha pode ser utilizada como alimento, poupando as despesas de processamento e resíduos vegetais associados à alimentação com grãos. Em termos de massa seca crescida por hectare, a lentilha poderia ser cultivada em dez por cento do espaço necessário para produzir a mesma quantidade de soja, e só necessita de 20 por cento do espaço necessário para aumentar a quantidade equivalente de milho.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível