Papel da Bifidobacterium em humanos

Escrito por kw schumer | Traduzido por eduardo horst maidana
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Papel da Bifidobacterium em humanos
Bifidobacterium é uma bactéria que ocorre naturalmente no intestino humano e auxilia na digestão (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Um trato digestivo funcionando adequadamente contém um variedade de "flora intestinal", ou bactérias benéficas, que auxiliam na digestão. A Bifidobacterium é uma das "boas" bactérias que ocorrem naturalmente num sistema digestivo humano saudável. Cientistas identificaram numerosas cepas de bifidobacterium ocorrendo naturalmente em humanos e estão estudando o uso de várias destas cepas em suplementos probióticos para pessoas que sofrem de problemas digestivos e função intestinal inadequada.

Outras pessoas estão lendo

Bifidobacterium animalis

Bifidobacterium animalis é um micróbio probiótico que vive no intestino grosso. Por se fixar na parede intestinal, eles expulsam bactérias nocivas por não permitir que elas se fixem ou consigam nutrientes, forçando-as a serem carregadas para fora do corpo com as fezes. Com essa capacidade, a Bifidobacterium animalis ajuda na prevenção do câncer - bactérias nocivas podem transformar nitratos em nitritos, que são conhecidos por serem cancerígenos. A Bifidobacterium animalis também produz vitaminas do complexo B, que ajudam na função hepática.

Papel da Bifidobacterium em humanos
A Bifidobacterium animalis ajuda a prevenir que bactérias nocivas colonizem o intestino (Toilet bowl and bidet in a toilet image by terex from Fotolia.com)

Bifidobacterium breve

A Bifidobacterium breve é considerada como sendo uma das bactérias mais benéficas da flora intestinal. Ela é anaeróbica, fermentando açúcares e produzindo ácidos láctico e acético. Ela pode decompor diferentes alimentos incluindo alguns considerados não digeríveis. A Bifidobacterium breve pode prevenir a infecção por E. coli quando presente em um número suficiente; a falta de Bifidobacterium no intestino está associada à diarreia, gases, síndrome do intestino irritável e doenças intestinais. A Bifidobacterium breve também é encontrada na vagina, onde ajuda a prevenir contra infecções fúngicas.

Papel da Bifidobacterium em humanos
A falta de Bifidobacterium no intestino está associada à diarreia, gases, síndrome do intestino irritável e doenças intestinais (Bacteria Colonies image by ggw from Fotolia.com)

Bifidobacterium bifidum

A Bifidobacterium bifidum é encontrada no intestino grosso e na vagina. No intestino, esta bactéria controla o balanço da microflora, ajuda o sistema imune e auxilia na digestão. Ela também é encontrada no leite materno e é considerada como sendo um redutor da inflamação intestinal em bebês. Estudos sobre nutrição em bebês sugerem que a Bifidobacterium bififum pode aumentar as respostas imunes neles. Pesquisas também descobriram que ela pode ser útil em alergias alimentares. Até o ano de 2009, os suplementos probióticos contendo esta bactéria não tinham sido aprovados pelo Comitê de Administração de Alimentos e Drogas Americano (FDA).

Papel da Bifidobacterium em humanos
A Bifidobacterium bifidum é encontrada no leite materno e parece ajudar na redução da inflamação intestinal em bebês (Boy and Mother image by Tadeusz Ibrom from Fotolia.com)

Bifidobacterium infantis

A Bifidobacterium infantis pode ser encontrada por todo o intestino humano. Esta bactéria probiótica produz ácidos que inibem o crescimento de bactérias nocivas no intestino grosso. De acordo com um estudo publicado no American Journal of Gastroenterology em Julho de 2006, ela pode aliviar os sintomas da síndrome do intestino irritável como diarreia, gases, distensão e desconforto. Esta bactéria também parece ajudar os mecanismos naturais de defesa contra esta síndrome.

Papel da Bifidobacterium em humanos
A Bifidobacterium infantis parece ajudar na síndrome do intestino irritável (toilet paper image by araraadt from Fotolia.com)

Bifidobacterium longum

A Bifidobacterium longum é encontrada no trato gastrointestinal e na vagina. Este tipo de bactéria atua inibindo o crescimento de bactérias nocivas nestes locais; no processo digestivo, ela ajuda mantendo um trato saudável e incrementando a imunidade do corpo. Estudos descobriram que a Bifidobacterium longum pode aliviar os sintomas ou eliminar diferentes alergias alimentares, a inflamação da colite ou doença de Crohn e níveis elevados de colesterol. Probióticos contendo esta bactéria podem ser úteis para pessoas com colesterol alto ou câncer intestinal.

Papel da Bifidobacterium em humanos
Suplementos probióticos contendo Bifidobacterium longum podem ser úteis para pessoas com colesterol alto ou câncer intestinal (health supplement pills image by weim from Fotolia.com)

Bifidobacterium nos suplementos

De acordo com um estudo do Centro de Controle de Doenças Americano, 5,9% dos participantes de um estudo abrangente relatam má digestão. Um estudo de 2005, conduzido pelo cientista Chr. Hansen, determinou que os sintomas da colite colagenosa, uma inflamação nos intestinos que causa diarreia crônica, podem ser aliviados por probióticos contendo Bifidobacterium. Um estudo de 2006 conduzido no Japão, descobriu que a vacinação de Bifidobacterium pode prevenir certos tipos de salmonela.

Papel da Bifidobacterium em humanos
A adição de Bifidobacterium nos suplementos probióticos pode ajudar no alívio de diversas condições (Microbiology concept image by erbephoto from Fotolia.com)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível