O papel do enfermeiro no tratamento de pacientes estressados ou ansiosos

Escrito por mary mcnally | Traduzido por rafael reis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O papel do enfermeiro no tratamento de pacientes estressados ou ansiosos
Os enfermeiros se esforçam para aliviar o estresse e a ansiedade dos pacientes (nurse chris image by John Keith from Fotolia.com)

Pacientes podem ficar estressados ou ansiosos devido a suas doenças ou esses sintomas podem estar presentes como parte de uma doença mental. Os enfermeiros se esforçam para aliviar o estresse e a ansiedade dos pacientes através de avaliação, diagnóstico, aconselhamento e contato direto com os pacientes e suas famílias. A nível básico, a enfermagem de saúde mental é caracterizada por intervenções que promovem saúde, avaliação da disfunção, ajudam os pacientes a recobrar ou melhorar suas habilidades de enfrentamento, e prevenir uma deficiência mais profunda. De uma forma geral, esses enfermeiros desempenham muitos papéis no cuidado de pacientes ansiosos e estressados.

Outras pessoas estão lendo

Triagem e encaminhamento

Enfermeiros de triagem e encaminhamento talvez sejam o primeiro ponto de contato de um paciente ansioso ou estressado. Esses profissionais avaliam se o problema está sendo causado por uma doença física ou mental, de acordo com a "Associação dos Enfermeiros Psiquiátricos Americanos" (APNA), em tradução livre. Esses enfermeiros avaliam a necessidade de cuidado do paciente através de entrevistas face a face ou por telefone. Eles então encaminham o paciente para o tratamento apropriado que poderia ser com um psiquiatra, assistente social ou um educador em um centro comunitário da localidade.

Gerenciamento de casos

O gerenciamento de casos é geralmente feito por enfermeiros psiquiátricos que avaliam pacientes e desenvolvem um diagnóstico como parte da equipe psiquiátrica, diz a APNA. Eles desenvolvem os planos de tratamento do paciente focados em reduzir os seus níveis de estresse e ansiedade. Enfermeiros de gerenciamento de casos, coordenam os recursos de cuidados e gerenciam outros enfermeiros que cuidam diretamente do paciente.

Cuidado direto

O cuidado direto de pacientes ansiosos e estressados pode incluir a administração de medicamentos contra a dor para reduzir o desconforto físico que pode estar causando o problema. Enfermeiros responsáveis pelo cuidado direto também administram drogas psicotrópicas para suprimir a ansiedade e reduzir o estrese do paciente. Esses enfermeiros garantem que a medicação está sendo tomada, documentam que medicações foram administradas e qualquer alteração no comportamento do paciente, de acordo com a APNA. Os enfermeiros também podem acalmar verbalmente o paciente e tentar mudar o seu ambiente para fazer com que ele se sinta mais confortável e menos ansioso. Algumas mudanças no ambiente podem incluir diminuir a iluminação do quarto, adicionar um lençol ou um travesseiro à cama do paciente ou mudar a posição do leito.

Educação do paciente

Os enfermeiros também exercem um papel importante na educação do paciente. Eles podem lhe explicar sobre a sua doença, o tratamento físico ou mental, deixando que o paciente e sua família saibam o que esperar e quais são os resultados potenciais para tentar reduzir a ansiedade do paciente. Os enfermeiros, segundo a APNA, podem ser responsáveis pela prevenção de doenças e a educação básica do paciente com respeito ao tratamento.

Revisões de utilização

Essas revisões avaliam o diagnóstico do paciente, o plano de tratamento, o gerenciamento do caso, a alocação de recursos médicos, o cuidado direto e os resultados potenciais. O enfermeiro faz essas avaliações para garantir que os recursos médicos estejam sendo alocados e utilizados da maneira correta a fim de alcançar resultados positivos para o paciente como a redução do estresse e ansiedade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível