O papel das mulheres na produção agrícola africana

Escrito por kelly aspen | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O papel das mulheres na produção agrícola africana
Mulher africana (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Na África, tanto os homens quanto as mulheres participam da produção agrícola. Embora, por tradição, as mulheres tenham trabalhado principalmente em culturas de subsistência, elas estão se tornando cada vez mais importantes para a agricultura comercial e agora estão lutando por direitos econômicos e fundiários iguais aos dos homens.

Outras pessoas estão lendo

História

Historicamente, as tarefas da mulher nas plantações envolviam a capina, o preparo da terra, o trabalho de pós-colheita e o transplante, enquanto que os homens desmatavam, aravam e queimavam a terra. Ambos semeavam e colhiam.

Equívocos

As estatísticas oficiais informam que 42% dos agricultores africanos são mulheres. No entanto, muitas famílias consideram as mulheres agricultoras como donas de casa. Um estudo recente estima que o número real é cerca de 80%.

Considerações

A participação feminina na agricultura varia conforme o país. No Sudão, as mulheres representam apenas 30% da força de trabalho agrícola, enquanto na República do Congo elas constituem 80% desse grupo.

Significância

As mulheres africanas não têm os mesmos direitos que os homens quanto à propriedade de terras e ao acesso ao crédito. Elas possuem terras menos produtivas, são excluídas das cooperativas e ocupam poucos cargos de liderança.

Soluções

As crescentes associações femininas oferecem crédito, poupança e representação. Existem organizações estadunidenses que atualmente apoiam e oferecem bolsas para financiar as mulheres cientistas em pesquisas agrícolas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível