Pequenos insetos brancos em orquídeas

Escrito por jodie jacobs | Traduzido por mark borst
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Pequenos insetos brancos em orquídeas
A beleza exótica e as cores das orquídeas parecem dizer "eu ficaria linda na sua mesa de centro" (orchids image by Mike & Valerie Miller from Fotolia.com)

Talvez a beleza exótica e as cores das orquídeas que você viu quando passou por um mercadinho, por um jardim de uma casa ou por um mercado ao ar livre o tenham tentado a levar uma para casa. Você ouviu falar que as orquídeas não são tão difíceis de manter como pensava. O que você não planejou foi trazer para sua casa uma caroninha branca. O problema, agora, é que você sabe que isso não pertence à sua casa, mas não está certo do que fazer.

Outras pessoas estão lendo

Diagnóstico

Antes de tentar se livrar dos insetos, Peg Busard, especialista do Jardim Botânico de Chicago, informa as recomendações para identificar o que eles são. "Se você não tiver certeza, leve uma amostra para um centro de horticultura para um diagnóstico", diz Busard. Ela sugere colocar uma amostra ou a planta em um saco plástico e levá-la a um especialista. "Esse é o meu trabalho. Olho para as plantas e seus problemas de todos os dias."

Cochonilhas

Entre os problemas dos insetos mais comuns em orquídeas e outras plantas ornamentais da casa, estão as cochonilhas, diz Joel Edwards, que trabalha na Hausermann, em Villa Park, Illinois, e que é, sem dúvidas, o maior produtor e fornecedor de orquídeas na região. "Cochonilhas são as mais traiçoeiras", diz Edwards. Ele observa que, com uma planta seriamente infestada, as cochonilhas se misturam ao solo, entre as raízes, ao redor do vaso, e são suscetíveis a se espalhar para outras plantas. Ele sugere prestar atenção em um conjunto parecido com algodão. "O que você vê é fofo, mas tem um rabo espetado, se vir o inseto através da aparência de algodão."

Para evitar o problema, Busard sugere uma inspeção cuidadosa quando comprar uma planta, incluindo orquídeas. Ela diz para examinar novamente em casa antes de colocá-la perto de outras plantas. "Às vezes, elas são muito difíceis de ver", diz Busard. Ela descreve as cochonilhas como pequenas, brancas, ovais e com cerca de meio milímetro de comprimento. No entanto, ela aponta como sinais de alerta quando uma parte da folha ou do caule aparece brilhante ou com um aspecto pegajoso. "Cochonilhas secretam um melado como produto residual." A cochonilha é um dos insetos que mais ameaçam atacar orquídeas e outras plantas da casa, de acordo com Busard. "Seus aparelhos bucais penetrantes estão sugando a vida da planta", diz ela.

Moscas brancas

Outros insetos brancos, por vezes encontrados em orquídeas e em outras plantas da casa, são as moscas brancas. "Você sabe que as tem quando vai regar a orquídea e as perturba, vendo uma nuvem", diz Busard, comparando-as a pequenas mariposas. Moscas brancas gostam de solo úmido e são facilmente trazidas de fora, diz ela. "Elas são desagradáveis, mas não são prejudiciais como as cochonilhas."

Inseto-escama

Embora o inseto-escama seja um inseto, ele pode não parecer enquanto rasteja em seu estágio imaturo, já que é pequeno e se fixa firmemente na parte inferior das folhas, onde pode sumir. Busard diz que o inseto-escama possui um casco, que é frequentemente mais escuro do que branco e pode parecer acinzentado ou marrom. Ela diz que as orquídeas Cattleya são suscetíveis ao inseto-escama se elas estiverem ao ar livre. Edwards acha improvável que uma orquídea comprada de um produtor tenha o inseto. "O inseto-escama foi praticamente eliminado pelos produtores e vendedores de orquídeas", diz ele.

Colêmbolos

Colêmbolos podem ser às vezes os insetos brancos que as pessoas encontram nas suas plantas de casa, incluindo orquídeas, diz Phil Nixon, especialista em serviços de extensão da Universidade de Illinois. Atualmente em Champaign, Illinois, Nixon ajuda a diagnosticar e faz palestras sobre os problemas da planta. "Eles têm um apêndice bifurcado que os ajuda a saltar, por isso tem esse nome ‘Spring’. Para um pequeno inseto, eles podem medir de 4 mm a 8 mm, e podem saltar muito longe", diz ele. Como eles procuram mais umidade e material em decomposição do que plantas saudáveis, Nixon não recomenda se preocupar tanto com eles, porque eles não danificam as orquídeas. Ele sugere deixar um substrato secar o local por alguns dias.

Tratamento

Para você se livrar de seu problema, não importa qual inseto branco seja visto, depende se você quer ser orgânico ou não e quantas vezes quer retirá-lo da planta, Nixon diz. Os métodos orgânicos favorecem o uso de um sabão inseticida. Além disso, substâncias não orgânicas são mais consideradas como prejudiciais ao meio ambiente, uma vez que alguns aerossóis são óleos para horticultura compostos de petróleo ultrarrefinado. O sabão e o óleo devem ser reaplicados em toda a planta, a cada dez dias a duas semanas. Um pulverizador sistêmico terá de ser aplicado uma vez e reaplicado a cada 30 dias, se necessário. De qualquer forma, os especialistas em horticultura dizem que uma planta infectada deve ser isolada de outras plantas logo que os insetos forem vistos.

Edwards, por vezes referido a Hausermann como o "doutor das plantas", recomenda livrar-se de insetos nas plantas com o aerossol Rosas e Jardim, da Bayer, um aerossol sistêmico. No entanto, ele diz que você precisa fazer mais do que apenas usar o produto. "Você tem que mover a planta para fora do vaso, lavar as raízes, secá-las, passar o aerossol e replantá-las com novas substâncias, se possível, em um novo vaso. Caso contrário, certifique-se de esterilizar completamente o vaso."

Busard prefere sabão inseticida ou óleo de horticultura. "Ele sufoca os insetos", diz ela. Ela recomenda cobrir toda a planta, incluindo a parte inferior das folhas e as raízes. "Você pode tirar uma orquídea de seu vaso com uma grande facilidade", diz Busard, acrescentando que as raízes devem ser lavadas pela primeira vez com água morna.

O tratamento não deve ser feito à luz do sol, diz Busard, porque os pontos molhados nas folhas podem deixar marcas de queimaduras do sol. Ela também alerta aos usuários que devem seguir as instruções para a limpeza de uma planta e armazenamento do aerossol, porque animais de estimação e crianças tendem a abrirem armários. Além disso, se você estiver procurando algo mais forte ou sistêmico, ela sugere encontrar um aerossol que tenha ou imidacloprida ou acefato como ingrediente. "E monitore a planta. Mantenha-a longe de outras plantas até que você saiba que o problema está resolvido", diz ela.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível