Plantas da floresta tropical utilizadas para curar doenças

Escrito por beth anderle | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Plantas da floresta tropical utilizadas para curar doenças
As florestas tropicais guardam muitos segredos sobre a cura de doenças (Rainforest image by qya from Fotolia.com)

Florestas tropicais e as muitas espécies de plantas e árvores que as habitam se tornaram um tesouro de plantas medicinais e compostos. Conhecidas há muito tempo pelos nativos dessas regiões, essas plantas estão mudando radicalmente o modo como as pessoas tratam doenças no mundo moderno.

Outras pessoas estão lendo

Câncer

O tratamento para o câncer tem melhorado imensamente através dos remédios provenientes das florestas. De acordo com a National Cancer Society, 70% das plantas com propriedades anti-câncer são nativas de florestas tropicais e a maioria dos medicamentos para quimioterapia são feitos de plantas que só existem nesses locais. A pervinca de Madagascar, também chamada de vinca, produz alcaloides de vinca, utilizados para tratar linfoma de Hodgkin, linfoma não-Hodgkin e leucemia. O Topotecano, usado principalmente para terapia de câncer de ovário, e o Irinotecano, utilizado em casos de câncer colo-retal metastático, são feitos a partir da árvore Camptotheca acuminata. Os remédios Etoposido e Teniposido são sintetizados a partir da epipodofilotoxina, encontrada em plantas chamadas Mayapples.

Doenças cardíacas

Pessoas que sofrem de doenças cardíacas e hipertensão também se beneficiam de remédios vindos das florestas. A hipertensão é frequentemente tratada com a reserpina, extraída da rauwolfia, e as doenças do coração são tratadas com digoxina, feita da dedaleira, e com a ouabaína, que vem das sementes maduras de strophanthus. Os extratos da planta khella são transformados em medicamentos para tratar a angina de peito, enquanto que a aspirina foi originalmente fabricada a partir da casca de um salgueiro encontrado na floresta.

Doenças cutâneas

Existem inúmeras doenças de pele que são tratadas com remédios a base de plantas. O ditranol, que é feito a partir da araroba, é usado como uma pomada para a psoríase. Unha de gato, salsaparrilha e pau d'arco também produzem compostos que são utilizados no tratamento de eczemas e psoríase.

Malária

Embora a malária não seja mais uma ameaça como antigamente, ainda pode ser considerada um problema. Um dos muitos tratamentos para essa doença é a ingestão da quinina, feita da casca de uma árvore da família cinchona. No entanto, remédios mais modernos se baseiam em outras drogas para tratar a malária, por isso a quinina não é mais tão requisitada e é raramente utilizada nesses casos.

Outros remédios potenciais

Além das plantas mencionadas acima, existem muitas outras que estão sob testes. A raiz do alcaçuz mostra avanços no tratamento da doença de Addison e na síndrome de Cushing. Já a semente da mucuna preta é considerada como possível futuro tratamento para o Parkinson. Além disso, o Calanolide A, extraído da árvore calophyllum lanigerum var austrocoriaceum, e o Michellamine B, derivado do cipó ancistrocladus korupensis, mostram grandes avanços na pesquisa por um tratamento para o HIV/AIDS.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível