Quais adaptações as plantas sofreram para sobreviver na floresta tropical?

Escrito por laura wood | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais adaptações as plantas sofreram para sobreviver na floresta tropical?
As plantas têm que se adaptar à água, ao solo e à luz do sol disponíveis na floresta tropical (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As florestas tropicais são o lar de mais de dois terços das espécies de plantas do mundo inteiro. As plantas são fontes de alimento para os animais da floresta, além de servirem de abrigo. Como resultado do ambiente úmido e tropical da floresta, as plantas devem se adaptar para sobreviver. Elas também se adaptam em florestas temperadas, embora não de forma tão drástica.

Outras pessoas estão lendo

Folhas

As florestas tropicais são densas, motivo pelo qual as folhas delas se adaptaram para tentar capturar o máximo de luz que conseguissem. As folhas que ficam em bosques escuros da floresta são grandes para poder absorver o máximo possível da luz solar. Algumas são capazes de girar conforme o sol se move. A quantidade de água que uma planta conserva também é controlada pelas adaptações das folhas. Algumas possuem pontas e uma superfície cerosa para evitar o acúmulo de água, o que impede também o crescimento de fungos e bactérias. Muitas bromélias e epífitas possuem um reservatório central para coletar água, ao invés de fazê-lo pelas raízes. Dessa maneira, a água é absorvida através dos pelos nas folhas.

Raízes

As raízes das plantas também se adaptaram ao habitat. O solo da floresta é pobre em nutrientes, com a camada superior sendo mais nutritiva para as plantas. Algumas possuem raízes rasas para ajudar a absorver os nutrientes que ficam na superfície. Algumas áreas da floresta tropical têm solo raso, de modo que as raízes se adaptaram a crescer parcialmente acima do solo para ajudar a dar suporte à planta.

Adaptação do crescimento

As plantas encaram uma batalha para alcançar a luz solar. Além das adaptações ocorridas, elas escolhem crescer em determinados lugares para absorver o máximo de luz possível. Algumas plantas crescem ou escalam sobre outras para alcançar a luz do sol. A orquídea epífita possui raízes aéreas que se agarram a uma planta hospedeira. Deste modo, ela extrai seus minerais e absorve água da atmosfera.

Carnívoras

Alimentar-se de animais é outro exemplo de adaptação das plantas em florestas tropicais. A Nepenthes rafflesiana, nativa do sudeste da Ásia, é um exemplo de planta carnívora. Ela obtém os nutrientes a partir de insetos. Também pode se alimentar de pequenos mamíferos e répteis que tentem roubar os insetos de dentro da sua jarra.

Adaptações das florestas temperadas

A floresta temperada possui menos variações de plantas do que as florestas tropicais. Isso porque a flutuação sazonal é menor, os verões são frescos e os invernos suaves. O ambiente é úmido, de neblinas costeiras a chuvas, com poucos nutrientes no solo. Árvores altas são as espécies dominantes. Portanto, epífitas, como samambaias e musgos, crescem sobre outras plantas para encontrar luz. Mudas crescem em troncos caídos em decomposição para obter nutrientes, já que o solo da floresta é pobre.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível