Poluição atmosférica causada por refinarias de petróleo e industrias químicas

Escrito por chris dinesen rogers | Traduzido por luana ribeiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Poluição atmosférica causada por refinarias de petróleo  e industrias químicas
A poluição atmosférica é moral tanto para as pessoas como para o meio ambiente (pollution image by Joseph Chiapputo from Fotolia.com)

Apesar de regulamentações para controlá-la, a polução do ar ou atmosférica continua assolando a maioria dos países industriais. Como o ar não é estático, a poluição pode viajar muitos quilômetros da sua origem, agravando uma situação que já é complicada. Essa movimentação faz com que as decisões e regulamentos sobre o assunto sejam mais complexos. Como uma sociedade, os Estados Unidos são dependentes de carros e, consequentemente, do petróleo produzido pelas refinarias. Isso leva a um efeito secundário da poluição atmosférica provocada por indústria de derivados do petróleo graças as emissões dos automóveis, especialmente em países desenvolvidos. Da mesma forma, a sociedade também depende dos bens produzidos por fábricas de produtos químicos.

Outras pessoas estão lendo

História

Poluição do ar causada por refinarias de petróleo e fábricas de produtos químicos começaram a causar problemas ambientais já na revolução industrial, que teve inicio no final do século XVIII. O carvão foi a fonte de energia da maioria das fábricas, agravando os problemas causados por elas. Os inconvenientes da queima de carvão se tornaram evidentes, especialmente em áreas urbanas, o que fez com que construções e ruas ficassem cobertas por cinzas negras. Para sanar o problema, as fábricas passaram a usar fontes de energia mais limpas, porém não menos tóxicas, como o petróleo. Apesar do carvão ainda ser utilizado nas fábricas atuais, melhorias na tecnologia reduziram os impactos ambientais.

Importância

Emissões de fábricas de produtos químicos incluem toxinas como o chumbo e o mercúrio. De acordo com a "Toxics Release Inventory (TRI)" de 2008 da "EPA", somente a emissão de mercúrio cresceu mais de 30 por centro entre 2007 a 2008. No entanto, em geral, as emissões toxicas diminuíram. Ainda assim, poluentes como o mercúrio tem riscos ambientais adicionais pois podem acumular em tecidos dos animais, aumentando o nível de toxidade. O mercúrio também persiste no meio ambiente e não decai.

Tipos

Vários tipos de poluentes são liberados pelas indústria de produtos químicos e derivados do petróleo. Durante o processo de refino, dióxido de enxofre é produzido, que tem como consequência a chuva ácida. Esse tipo de chuva forma quando a umidade do ar se combina com esse gás e o resultado é uma precipitação ácida que pode acidificar a água na superfície e o solo. O mesmo pode ser dito para qualquer emissão toxica industrial. Frequentemente, os efeitos não ficam limitados apenas a poluição do ar.

Outros impactos

Emissões de indústrias de petróleo incluem o dióxido de carbono, um dos gases do efeito estufa. A teoria a respeito do efeito estufa diz que um acumulo do ozônio ao nível do solo fazem com que a temperatura de superfície aumente. De acordo com a "National Research Council", a temperatura da terra subiu muito desde a revolução industrial, o que suporta a teoria. Uma elevação no nível dos oceanos também foi documentada. A "U.S. Environmental Protection Agency" relata que os níveis do mar subiram de 12 a 15 centímetros ao longo das costas americanas, ameaçando pântanos costeiros que oferecem proteção contra inundações de tempestades.

Progresso

A poluição atmosférica pode ser revertida. Os dados da EPA demonstram um decréscimo nas emissões de dióxido de enxofre, principalmente devido a instalação de catalisadores nas chaminés das fábricas. Desde 1980, a média americana de dióxido de enxofre na atmosfera caiu 71 por cento. Com a regulamentação e monitoramento adequados, a poluição do ar causada por indústrias de derivados do petróleo e produtos químicos será reduzida em breve.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível