Quais foram as contribuições de Platão no campo da economia

Escrito por chris rowling | Traduzido por sofia egito
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais foram as contribuições de Platão no campo da economia
Platão foi um dos grandes pensadores da Grécia antiga (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O filósofo grego Platão, juntamente com seu mentor Sócrates e seu pupilo Aristóteles, é amplamente considerado como tendo um grande efeito no pensamento moderno nas questões políticas, econômicas e científicas. Sua influência é drástica, especialmente quando se leva em conta que ele viveu há mais de dois mil anos atrás e que continua influenciando filósofos e economistas hoje em dia.

Outras pessoas estão lendo

Papel do Estado

Os gregos antigos são creditados por terem formado o que seria visto como o Estado moderno. Platão foi central nesse pensamento e tinha posições firmes acerca do papel do Estado na vida das pessoas. Sua visão era de que o Estado nasce das necessidades do povo e que deveria ser interpretado como o corpo de seus habitantes. Uma grande parte de suas ideias deriva do fato de os gregos serem auto-suficientes, à época, e capazes de cultivar ou construir qualquer coisa de que precisassem.

Divisão do trabalho

A divisão do trabalho é uma ideia ainda usada amplamente hoje. Seu conceito básico é que há uma certa quantidade de trabalhos que são vitais ao Estado, construtores e fazendeiros, por exemplo. Platão diz que, para um Estado funcionar, ele precisa de, ao menos, quatro ou cinco indivíduos executando tarefas vitais, como fazendeiros, construtores, alfaiates e outros trabalhos similares. Outro ponto-chave da obra magna de Platão em relação ao trabalho é que as pessoas devem fazer algo em que se adequem.

Tendências comunistas

Apesar de ser visto como um pai das visões políticas modernas, a visão Platão poderia ser considerada similar ao comunismo. Um ponto de vista importante era que os bens não deveriam ser vistos como pertencentes a você, mas ao passado, presente e futuro da sua família. Estes bens, portanto, deveriam ser considerados como pertencentes ao Estado. Bens de propriedade do governo em nome de outras pessoas é um conceito-chave para o comunismo. É importante lembrar que esta não é a linha de comunismo comparável àquela de Karl Marx, mas àquela que o professor G. R. F. Ferrari, chefe do departamento de clássicos da Universidade da Califórnia-Berkley, descreveu como comunismo de propriedade.

Patrimônio

Platão estava entre os primeiros grandes pensadores que promoveram a regulação da propriedade privada. Sua ideia era que cada pessoa seria alocada em uma porção de terra. A terra passaria de pai para filho, ou genro se não houvesse filho. Todas as outras posses seriam divididas como melhor conviesse à pessoa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível