Quais são os perigos do antibiótico Cipro?

Escrito por lisa lavergne | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os perigos do antibiótico Cipro?
Não tome o Cipro sem indicação médica (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

O medicamento Cipro ou ciprofloxacina, é um antibiótico usado para tratar infecções incluindo, porém não exclusivamente, infecções urinárias, respiratórias, sinusites e infecções abdominais, que são causadas especialmente por alguma forma de micro-organismo bacteriano. O medicamento traz alguns efeitos colaterais perigosos, que podem aumentar severamente, se não for administrado apropriadamente.

Outras pessoas estão lendo

Tendinite ou ruptura de tendão

A ciprofloxacina pertence à classe de medicamentos denominada fluoroquinolonas, que são antimicrobianos sintéticos formulados para tratar doenças e infecções específicas, que são causadas por bactérias. Todas as fluoroquinolonas, incluindo o Cipro, aumentam o risco de tendinite (inflamação nos tendões) ou até mesmo uma ruptura. Esse problema pode ocorrer em qualquer paciente que faz uso do medicamento, embora esse tipo de efeito colateral seja mais observado em pessoas acima de 60 anos.

Efeitos sobre o sistema nervoso central

O uso de Cirpo também pode ter efeitos negativos sobre o sistema nervoso central, que podem incluir tremores corporais, convulsões e tontura. A ciprofloxacina, também pode induzir depressão, psicose tóxica e, em casos mais severos, tendências suicidas, embora esse seja um efeito raramente visto. Devido ao fato do Cipro poder ter tantos efeitos perigosos sobre o sistema nervoso cental, ele não deve ser usado em pacientes com histórico de epilepsia ou arteriosclerose cerebral.

Problemas intestinais

Medicamentos antibacterianos como o Cipro, geralmente são associados a problemas intestinais, que podem variar entre diarreia leve até problemas mais severos, como a colite fatal. O uso desses fármacos antibacterianos pode alterar drasticamente o equilíbrio da flora natural presente no cólon, levando a bactéria Clostridium difficile a multiplicar-se. Aproximadamente 15 a 20% dos pacientes que têm diarreia, leve e severa, quando tomam antibióticos, possuem excesso de Clostridium difficile que, se não for tratado, pode causar a morte em pacientes enfraquecidos.

Hipersensibilidade

Embora hajam poucos relatos de hipersensibilidade severa ao Cipro, algumas pessoas podem ter reações leves e severas à medicação. Reações alérgicas podem resultar em manifestações leves de problemas como prurido, febre, icterícia e anemia. Alguns pacientes tiveram perda de consciência e inchaço do rosto ou da região faríngea, o que pode afetar a respiração. Isso pode exigir tratamentos emergenciais com esteroides intravenosos, oxigênio e possivelmente, entubação. Qualquer indivíduo que esteja tomando ciprofloxacina, deve ser monitorado por um médico ao receber a primeira dose, para que ele observe se não há sinais de hipersensibilidade. Pacientes devem relatar qualquer problema ao médico, imediatamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível