Como realizar um teste de compressão de motor em um Ford série F

Escrito por ehow contributor | Traduzido por valeria jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como realizar um teste de compressão de motor em um Ford série F
Como um simples teste de compressão é possível diagnosticar diversos problemas em caminhonetes Ford série F (Justin Sullivan/Getty Images News/Getty Images)

Como realizar um teste de compressão no motor de um Ford série F. A Ford F-150 possui um motor V6 ou um motor V8, enquanto as caminhonetes F-250 e F-350 têm a possibilidade de escolha entre um motor V8 ou V10. Para o modelo do ano de 2008, a Ford também lançou a caminhonete F-450, que possui um motor V8. Quando o motor em uma dessas poderosas caminhonetes está funcionando de maneira ineficiente, perde a potência ou queima óleo, um teste de compressão é uma maneira fácil de diagnosticar o problema.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Testador de compressão
  • Óleo de motor

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Aqueça completamente o motor da caminhonete Ford antes de realizar o teste de compressão. Fazer o teste com o motor frio produz resultados imprecisos. Tenha certeza de que o motor da caminhonete está em boa forma, uma vez que será necessário ligar e desligar o motor várias vezes durante o teste.

  2. 2

    Desligue o sistema de ignição para evitar a possibilidade de choque elétrico durante o teste de compressão e remova todas as velas de ignição do motor. Se o veículo possui um motor V6, haverá apenas seis velas de ignição, mas, se ele possui um maior, V8 ou V10, haverá ou oito ou dez velas de ignição. Procure por deterioração nas velas de ignição, uma vez que este é um sinal de problemas dentro do cilindro.

  3. 3

    Insira o testador de compressão em uma das aberturas de vela de ignição e acione o motor de arranque. Isto faz o motor girar e produz compressão no interior do cilindro. Anote o resultado do teste de compressão e repita o procedimento para cada um dos cilindros restantes. Haverá um relatório de seis, oito ou dez cilindros quando você terminar, dependendo do tamanho do motor.

  4. 4

    Compare os resultados de compressão com a taxa de compressão recomendada para uma caminhonete Ford série F para ver se os números estão dentro de 15 PSI dos resultados anotados. Para uma F-150 com um motor V6, a taxa de compressão é 9.2:1; para uma com motor V8 de 5,4L, a taxa é de 9.8:1. Para ambas as caminhonetes F-250 e F-350 com um motor V8 de 6,0L, a taxa é de 18.0:1; mas, se a caminhonete possui um motor V10, a taxa para os modelos 2007 e 2008 dessas caminhonetes é 9.2:1 e 9.0:1 para os modelos de 2004 a 2006. As taxas de compressão variam para todos os outros motores V8 nesses modelos, por ano e litro.

  5. 5

    Avalie os resultados através da comparação dos números de compressão um com o outro também. Eles devem ser semelhantes e cair dentro de 10 PSI cada um. Teste novamente quaisquer cilindros com uma leitura baixa após a adição de uma pequena quantidade de óleo de motor no cilindro. Se o resultado aumentar, o cilindro contém paredes ou anéis de pistão desgastados, mas, se ele permanecer com o mesmo resultado, o problema são válvulas ou assentos de válvulas desgastados.

Dicas & Advertências

  • Para modelos de F-150 de 2006 a 2008 com um motor V8 de 4,6L, a taxa de compressão é 9.4:1, mas muda para 9.3:1 para os modelos dos anos de 2004 e 2005.
  • Para a caminhonete Ford F-450, a taxa de compressão é 16.7:1.
  • As taxas de compressão para os modelos de caminhonetes da série F da Ford antes de 2004 variam, então verifique o manual do proprietário para saber a taxa correta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível