Reviver um computador velho: Configurar um servidor web

Escrito por jason gillikin | Traduzido por josé fabián
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Reviver um computador velho: Configurar um servidor web
Um computador de 5 anos pode funcionar tão bem quanto um centro de dados para servir páginas Web, mas com uma escala menor. (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Pergunte ao um usuário mediano de computadores como imagina ser um servidor Web e ouvirá histórias sobre caixas eletrônicas gigantes em quartos brancos e luminosos. Embora esta imagem não seja errada, também é incompleta - os servidores Web exigem surpreendentemente pouco poder de hardware para fazer bem o seu trabalho. Na verdade, uma pequena empresa ou um amador pode estabelecer um servidor Web usando um computador antigo que de outra forma não poderia ser o suficientemente poderoso para executar software de consumo mais moderno. Você pode construir um sistema que sirva páginas da Web em toda a Internet, a usuários na rede da sua empresa em casa, para outras máquinas na sua rede doméstica, ou apenas para a máquina na qual o servidor da Web é instalado. Com um serviço privado, você pode projetar e testar os recursos do site - por exemplo, scripts PHP - que devem ser processados por um servidor da Web real.

Outras pessoas estão lendo

Requisitos de Hardware

Servidores web destinados para uso pessoal ou pequenas empresas não requerem especificações de hardware substanciais. Um computador que possa executar um sistema operacional Linux moderno normalmente lidam com serviços Web de rotina com facilidade.

Fedora 16, uma versão de Linux, requer um processador de 400 MHz ou mais rápido e 10 GB de espaço no disco rígido; Fedora recomenda 1 GB de RAM para um melhor desempenho. Essas especificações estão praticamente em linha com o hardware oferecido no início de 2000.

Se você pretende que o seu servidor da Web seja visível na Internet, precisará também de uma conexão Ethernet entre o modem e o servidor web. Se este for o caso, certifique-se de que o computador tenha uma porta Ethernet disponível.

Requisitos de Software

O servidor Web mais básico consiste de um sistema operacional e software de servidor. Embora existam várias combinações diferentes de sistema operacional e servidor que podem atender às suas necessidades, muitas pessoas preferem usar computadores velhos com o sistema operacional Linux e uma tecnologia de servidor suportada como o Apache, porque muitos deles são livres e têm menores exigências de hardware em comparação com soluções de servidor de nível empresarial.

Linux vem em pacotes diferentes chamadas distribuições, ou "distros". Centenas de distribuições estão disponíveis para utilização, cada um dos quais ressalta características ligeiramente diferentes. Muitos usuários preferem distribuições como Red Hat, OpenSUSE ou Fedora como o sistema operacional de base para um servidor web. DistroWatch, um site dedicado a notícias e informações sobre Linux, mantém um arquivo detalhado de distribuições atualmente mantidas com opiniões fornecidas pelos usuários; o site é um excelente ponto de partida para escolher a distribuição mais apropriada para as suas necessidades.

Depois de escolher uma distribuição, selecione uma solução de servidor. Os aplicativos de servidor mais comumente usados ​​são Apache, Virgo e Abyss, apesar que de mais de uma dúzia de servidores estejam disponíveis para usar com a plataforma Linux. Cada servidor, como cada distribuição, vem com suas próprias forças e fraquezas, portanto, explore as opções com cuidado antes de se decidir por um servidor.

Ciclo de vida

Computadores reciclados para executar tarefas de servidor devem ser capazes de funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana. Os servidores geralmente estão sempre ligados e devem funcionar por longos períodos sem a necessidade de reiniciar ou solucionar problemas de hardware. Computadores mais antigos com problemas de temperatura ou com problemas nos monitores podem, portanto, ser inadequados para a tarefa. Considere medidas para aliviar a carga física de um computador, tais como instalar um ventilador adicional e de grande diâmetro para esfriar os componentes internos, e manter em um local fresco e livre de fumaça.

Se o servidor for utilizado para lidar com vários milhares de pedidos por hora, um sistema bare-bones com um disco rígido lento e pouca memória pode esforçar-se para manter-se ativo. Quando um servidor fica mais lento, os visitantes do site devem esperar mais tempo para ver toda a página. Além disso, as tarefas extras que um servidor deve realizar para suportar uma determinada página da Web - como streaming de vídeo ou executar um script - precisam de poder de processamento. Máquinas antigas são capazes de realizar esta tarefa, mas a medida que a carga aumentar, o hardware mais antigo atingirá sua capacidade máxima antes que equipamentos novos e com maiores capacidades.

Considerações de segurança

Como um servidor Web se conecta diretamente à Internet, é importante que as configurações de segurança sejam corretas. Se não for o caso, seus sites podem ser hackeados e seu servidor pode ser infectado com malware que infectará a quem os visite.

Em relação ao hardware, um computador de baixa potência --embora seja perfeitamente adequado para o tráfego Web ligeiro-- terá dificuldades para sobreviver a um "ataque de negação de serviço distribuído." Um ataque DDoS significa que um usuário remoto (geralmente um hacker) envia tantos pedidos de exibir uma página a um servidor que ele não pode manter-se ativo. Eventualmente, ele trava, deixando seus sites off-line e dando ao atacante a possibilidade de hackear o sistema.

Desde uma perspectiva de software, os servidores devem ser corretamente configurados para reduzir o risco de uma falha de segurança externa. Siga a estratégia de melhores práticas, limitando os serviços desnecessários (por exemplo, limite o acesso para transferência de arquivos se só são precisos serviços da Web) e certifique-se de que o serviço da Web tenha uma senha forte e as mínimas permissões de usuário necessárias. Desative ferramentas desnecessárias como indexação automática e monitore os logs do seu servidor com frequência para verificar se há sinais de intrusão. Defina as permissões do diretório apropriadas para pastas críticas no servidor.

Além disso, se você usar ferramentas como uma instalação do WordPress auto-hospedado em seu servidor Web, defina as configurações da ferramenta de segurança corretamente. Por exemplo, um formulário de upload de arquivos em um blog WordPress pode deixar seu servidor vulnerável a uma violação de segurança. Se não limitar os tipos de arquivo, um hacker poderia carregar um arquivo que execute um comando no banco de dados quando ele tente analisar o arquivo. Isto é chamado de "hack de injeção de SQL" - alguém passa um comando em um lugar onde não é esperado, e o servidor responde executando-o em vez de rejeitá-lo.

Outras opções para o servidor

Se você estiver mais cômodo com entornos operacionais da Microsoft, use Microsoft Windows Server 2008 R2. Embora os Serviços de Informações da Internet - a plataforma que hospeda o servidor Web - seja livre, Windows Server em si requer licenças que, dependendo dos recursos que você selecionar, podem custar entre 1000 reais e mais de 4000 reais. As especificações mínimas de sistema para Windows Server são semelhantes aos de uma solução Linux/Apache, mas as especificações recomendadas da Microsoft são mais elevadas - por exemplo, um processador de 2GHz, 2GB de RAM e 40GB de espaço em disco.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível