Os riscos causados por vírus, worms e cavalos de Troia na rede sem fio

Escrito por darlene peer Google | Traduzido por jesse mourao
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os riscos causados por vírus, worms e cavalos de Troia na rede sem fio
Roteadores sem fio são alvos fáceis para "hackers" (wlan router 02 image by PM Photo from Fotolia.com)

Pessoas mal intencionadas projetam vírus de computador para realizarem ações maliciosas. Os vírus podem fornecer acesso não autorizado a computadores, causar travamentos e destruir arquivos. "Worms" e "cavalos de Troia" são dois tipos de vírus de computador. Em áreas densamente povoadas, como cidades ou campi universitários, dezenas de redes sem fio estão disponíveis para interligar dispositivos e computadores. Uma vez que não é possível impedir que qualquer pessoa intercepte os sinais sem fio, os roteadores tornam-se vulneráveis a vírus de computador.

Outras pessoas estão lendo

"Worms" e "cavalos de Troia"

"Worms" de computador são bastante incômodos. Os criadores de vírus podem programá-los para replicarem-se até que eles encham toda a memória e espaço no disco rígido de seu computador. Os "worms" não alteram os arquivos, mas eles consomem tanta memória que o computador pode ficar lento ou travar com frequência. Já "cavalo de Troia" abre um porta secreta no computador e instala-se sem o conhecimento do usuário, permitindo que hackers espionem o uso computador e suas senhas e utilizem o computador para atividades criminosas.

Fraquezas do sistema sem fio

Redes e roteadores sem fio são os primeiros alvos para hackers de computador e vírus. O fato de deixar o roteador sempre ligado e conectado à internet facilita ao vírus ou hacker estarem continuamente tentando quebrar alguma senha ou sistema de segurança. Muitos usuários não conseguem alterar a senha padrão que vem com o roteador, e isso facilita aos atacantes adivinharem o tipo de senha. Não existe nenhum software projetado especificamente para proteger roteadores sem fio.

Dispositivos móveis sem fio

De acordo com um artigo da "SANS" de 2003, as formas mais comuns que um vírus utiliza para infectar um dispositivo móvel são as: quando o usuário abre um e-mail infectado através de uma conexão de internet; quando se utiliza um computador infectado para sincronizar o dispositivo; quando se transfere um arquivo infectado de outro dispositivo móvel; e quando arquivos infectados da internet são baixados. Quem utiliza dispositivos móveis, como MP3 e celulares, deve fazer o backup de suas informações em computadores, de modo que seja fácil recuperá-las. Em suspeita de interferência de um vírus, é aconselhável restaurar o dispositivo às configurações de fábrica e sincronizá-lo com o computador para reaplicar os programas e informações.

Reduzindo o risco

É importante sempre mudar a senha padrão de um roteador novo, e a nova senha não deve utilizar o mesmo padrão de números e letras que a senha original. Muitas vezes as senhas compostas apenas de letras podem ser mais difíceis para um vírus descobri-las, porque eles estão à procura de uma combinação de letras e números. Se a internet não for ser utilizada por um grande período de tempo, pode ser uma boa ideia desligar os roteadores; no trabalho, antes de ir para casa, ou em casa, enquanto se está dormindo ou no trabalho.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível