Riscos da combinação de pílulas de estrogênio e triglicerídeos alto

Escrito por robin reichert | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Riscos da combinação de pílulas de estrogênio e triglicerídeos alto
O estrogênio o ajuda com os níveis do bom e mal colesterol, também aumenta a quantidade de triglicerídeos (Comstock/Comstock/Getty Images)

O estrogênio e diversos lipídios (gorduras) no corpo estão intimamente relacionados. Os riscos de triglicérides e pilulas de estrogênio combinados aumentam as chances de doenças coronárias, hiperlipidemia, desordens metabólica e doenças cardiovasculares em geral. Enquanto o estrogênio o ajuda com os níveis do bom e mal colesterol, também aumenta a quantidade de triglicerídeos, e isso é danoso para a saúde.

Outras pessoas estão lendo

Doenças coronárias

Conforme afirmou o relatado no estudo de 2003, "Um estudo observacional de pancreatite aguda hipertrigliceridêmica, hipertrigliceridemia grave e falência terapêutica na redução dos triglicérides quando estrógenos são fornecidos às mulheres com e sem hipertrigliceridemia familiar" feito pela Jewish Hospital Health Alliance em Cincinnati, Ohio, as pílulas de estrogênio, quando usadas como parte de HT (tratamento hormonal), são contra-indicadas em mulheres que tentam reduzir os níveis de triglicérides. Uma mulher com um nível de triglicerídeos de 500 mg/dl não deve tomar pílulas de estrogênio. Mulheres com níveis de 300 devem primeiro normalizar sua triglicérides antes de iniciar o tratamento hormonal. O estudo constatou que os riscos de níveis elevados de triglicérides e pílulas de estrogênio combinados foram um perigo aumentado de acidente vascular cerebral e doença cardiovascular. Outro estudo, "Estrogens, Lipids and Cardiovascular Disease: No Easy Answers” (Os estrogênios, lipídios e doença cardiovascular, não há respostas fáceis), publicado no Journal of the American College of Cardiology, encontraram o mesmo tipo de resultados, e que o estrogênio ajuda a aumentar o colesterol bom (HDL: lipoproteína de alta densidade) .

Hiperlipidemia

A hiperlipidemia é uma doença que provoca um aumento do nível de gorduras (lípidos) na corrente sanguínea, incluindo compostos tais como o colesterol e os triglicérides. A International Society of Nephrology (Sociedade Internacional de Nefrologia) publicou um estudo - "Estrogen Effects on Triglyceride Metabolism in Analbuminemic Rats" (os efeitos do estrogênio sobre o metabolismo de triglicerídeos em ratos analbuminêmicos") - sobre o impacto do estrógeno em ratos analbuminêmicos Nagase (NAR). O estudo concluiu que o estrogênio permitiu aumentar o nível de colesterol HDL e LDL, mas também o aumento do nível de triglicérides. Parte do estudo analisou os riscos de níveis elevados de triglicérides e pílulas de estrogênio combinados, e descobriram que os ratos predispostos à hiperlipidemia poderiam estar em uma situação de risco de vida, se eles recebessem estrogênio. O estudo concluiu que o mesmo pode ser verdade para as mulheres em uma situação similar.

Sindrome metabólica

De acordo com o site da Clínica Lipid, a síndrome metabólica é um conjunto de fatores de risco que contribuem para um aumento do risco de doenças cardiovasculares. Um desses fatores é um alto nível de triglicérides, e pílulas de estrogênio podem aumentar esse nível. Você deve consultar seu médico se estiver tomando pílulas de estrogênio e se tiver algum dos outros fatores de risco associados com a síndrome, como a obesidade, o sedentarismo, uma dieta rica em gordura, alto LDL e baixos níveis de HDL.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível