Mais
×

Saiba por que consultar um psicólogo faz bem para a saúde

"Nem Freud explica". A expressão é popularmente usada quando queremos falar sobre algo que julgamos inexplicável. Freud é lembrado por ser o pai da psicanálise moderna e até hoje suas técnicas de interpretação de sonhos, hipnose e terapia são estudadas nas universidades. Porém, a psicologia não se baseia apenas em Freud. Muitas vezes cercada de preconceitos, por ser considerada para "loucos", a consulta com um profissional, o psicólogo, pode trazer inúmeros benefícios para a saúde física e mental.

Todos nós temos problemas, aflições, incertezas e inseguranças. Procurar um psicólogo para ajudar com estes pontos auxilia a viver melhor e olhar os percalços com mais naturalidade, segurança, coerência e objetividade, tornando as soluções mais claras e fáceis. Cada vez mais o nosso cotidiano cheio de atividades nos impossibilita de olharmos para dentro e conhecermos o que nos faz feliz e o que não nos agrada. Um dos principais benefícios da psicologia é a prática do autoconhecimento e ajudar a lidar melhor com os sentimentos que nos fazem mal.

Todos temos angústias que podem ser tratadas por um profissional habilitado para ouvi-las (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

Quando procurar um psicólogo?

Quando temos um problema na vida, como dinheiro, amor, trabalho e amigos, as angústias referentes aos pensamentos que nos rodeiam podem nos causar ansiedade, tristeza, desânimo e até mesmo depressão. Quando isso acontece, o descontentamento com algum aspecto da vida pode levar a procurar terapias alternativas, consolo em alguma religião ou até mesmo um médico psiquiatra. Porém, esquecemos que a solução pode ser apenas conhecer melhor a nós mesmos e saber o porquê de não estarmos felizes com as atividades que realizamos, com nossos contatos e pessoas ao nosso redor, com as coisas materiais que conquistamos e fazer um balanço da vida. Quando percebemos que os problemas internos estão afetando o externo, é hora de procurar um profissional, contar o que não o faz feliz e buscar soluções e um tratamento adequado.

Os problemas internos podem afetar a vida externa e nossas relações pessoais e de trabalho (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Problemas mentais podem causar problemas físicos

Muitas vezes os nossos problemas de saúde estão diretamente relacionados aos mentais, como sentimentos reprimidos, ansiedade e estresse. Especialistas acreditam que há uma ligação entre emoção e saúde física, pois, quando damos atenção com intensidade para um problema, mandamos uma mensagem negativa para o cérebro. Este acaba bloqueando algumas funções nervosas essenciais para a manutenção do bom funcionamento de nosso organismo.

O estresse em excesso, por exemplo, pode causar doenças cardíacas, intestinais, estomacais, como úlcera e gastrite, desenvolver distúrbios alimentares, como bulimia e anorexia, e levar ao abuso de álcool e drogas. A tristeza e a depressão trazem problemas semelhantes de saúde no organismo. Devemos pensar que o nosso corpo é uma máquina que funciona apenas quando todas as engrenagens estão em sintonia e em perfeito estado. Além disso, quem está feliz consigo mesmo se alimenta melhor, pratica exercícios, sorri mais, vive tranquilo e alegre com o que já conquistou na vida.

Problemas mentais, como ansiedade e estresse, também causam problemas de saúde (Brand X Pictures/Stockbyte/Getty Images)

Na prática, como funciona quando queremos consultar um psicólogo?

Primeiro de tudo, é sempre bom lembrar que o psicólogo segue um código de ética e conduta e pertence aos conselhos regionais e federal de psicologia. Entre várias normas, está a de que o profissional não pode contar a ninguém o que é falado durante a sessão de terapia e nem pode tratar pacientes que tenham qualquer relação íntima com ele mesmo.

Qualquer pessoa, de todas as idades, pode e deve procurar ajuda, inclusive crianças. Assim que você percebeu a necessidade de procurar um profissional, o ideal é pedir indicação a amigos que já realizam algum tipo de tratamento, pois eles já conhecem o profissional e podem indicar um bom nome.

Os planos de saúde possuem terapeutas em seu quadro de colaboradores e estes realizam também consultas particulares, caso o plano de saúde não cubra o serviço. Segundo o Conselho Federal de Psicologia, uma sessão de 50 minutos custa em média de R$ 100. Prefeituras municipais e os governos estaduais e federal também disponibilizam atendimentos de forma gratuita. Basta marcar uma avaliação e, conforme o diagnóstico, o psicólogo determina um tempo e frequência do tratamento.

Crianças e adultos podem consultar um profissional e há diversas alternativas para quem procura ajuda (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Doses de felicidade: psicologia na telinha e na telona

A psicologia e a consulta com um profissional ainda geram dúvidas e incertezas. O cinema, a televisão e a literatura podem auxiliar a entender melhor este universo e aproximar da temática. Um exemplo de diversão é o filme nacional "Divã", com texto de Martha Medeiros e atuação de Lilia Cabral, José Mayer, Reynaldo Gianechinni, entre outros. Com humor e emoção, o filme nos traz os dramas e alegrias de Mercedes, uma mulher de 40 anos que procura um analista e acaba transformando sua vida durante o divã. Já o longa estrangeiro "Terapia do Amor" traz Uma Thurman e Meryl Streep no elenco, conta a engraçada história de uma mulher de 40 anos, que procura a terapia por um problema comum: separação. Porém, durante as sessões, sua psicóloga descobre que o novo namorado da paciente é seu filho. Muitas confusões e diálogos sobre ética e maternidade envolvem a trama. Para quem gosta de seriados, o canal de TV a cabo GNT traz o "Sessão de Terapia", histórias de diversos pacientes com características e problemas diferentes, que compartilham sua vida no consultório.

Os filmes e seriados sobre o tema esclarecem de forma divertida (NA/Photos.com/Getty Images)
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article