Saiba sobre a dengue e baixa contagem de plaquetas

Escrito por michelle kerns | Traduzido por elcio borges gomes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Saiba sobre a dengue e baixa contagem de plaquetas
O número de casos de dengue tem aumentado em todo o mundo (aedes image by lnzyx from Fotolia.com)

A dengue, no passado chamada “febre quebra ossos” por causa das dores nas articulações e dores musculares causadas por ela, tem sido um problema de saúde mundial por mais de 200 anos. Nas últimas décadas, o número de casos em todo o mundo tem aumentado, incluindo as formas mais graves da doença, tais como a dengue hemorrágica e síndrome de choque da dengue.

Outras pessoas estão lendo

História

Sabe-se de surtos de dengue terem ocorrido ao longo da história, os primeiros relatos definitivos datam de 1779, quando epidemias da doença atingiram a Ásia, África e América do Norte. A doença se espalhou ainda mais após a Segunda Guerra Mundial. A palavra "dengue" deriva-se de uma frase no idioma suaíli para descrever uma doença causada por um espírito maligno: "Ka-Dinga pepo".

Identificação

A dengue é causada por quatro vírus relacionados, sendo transmitida por mosquitos. Os surtos ocorrem geralmente durante ou após as estações chuvosas nas áreas tropicais e subtropicais da Índia, China, Sudeste Asiático, África, Oriente Médio, Caribe, América Central e América do Sul e ilhas do Pacífico Central e do Sul. A dengue não é transmitida de pessoa para pessoa. Pelo contrário, a infecção ocorre quando um mosquito Aedes pica humanos infectados com o vírus, e transfere a infecção ao picar outros humanos.

Características

Existem três tipos principais de dengue: a dengue clássica, a dengue hemorrágica e a síndrome de choque da dengue. A dengue clássica começa a manifestar sintomas dentro de quatro a sete dias após a vítima ter sido picada por um mosquito infectado. Esses sintomas incluem febre extremamente alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, nas articulações e músculos, náuseas, vômitos e erupções pelo corpo. A dengue hemorrágica inclui todos os sintomas clássicos, mas com febre mais alta e acentuada diminuição do número de plaquetas no sangue. Devido a isso, as vítimas tem sangramento pelo nariz, gengivas e sob a pele. A síndrome de choque da dengue é a forma mais grave da doença, incluindo hemorragia massiva e uma diminuição perigosa da pressão arterial.

Considerações

Não há nenhum tratamento específico para a infecção por dengue. O maior cuidado em casos da doença se concentra em manter a vítima hidratada e lidar com o choque da perda sanguínea. Estudos recentes indicaram que o ácido micofenólico e ribavirina podem inibir a replicação do vírus da dengue, no entanto, mais pesquisas são necessárias para confirmar esses estudos iniciais.

Prevenção/Solução

A melhor maneira de prevenir a infecção por dengue é evitar ser picado por mosquitos. Os mosquitos Aedes são ativos durante o dia, por isso, se você vive em áreas onde a dengue é comum ou algum foco foi identificado, tome as precauções adequadas. Estas incluem vestir roupas que cubram seus braços e pernas, usar um repelente de mosquitos contendo DEET (N,N-dietil-meta-toluamida), picaridina, ou óleo de eucalipto citriodora, certificar-se de que todas as janelas e portas na casa tenham telas de proteção intactas, e não deixar acumular água no quintal ou recipientes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível