Sintomas da neuropatia celíaca

Escrito por kelly fordon | Traduzido por ana rodrigues
 Sintomas da neuropatia celíaca
Sintomas da neuropatia celíaca (defun/iStock/Getty Images)

A doença celíaca (DC) é uma doença autoimune. Pessoas com DC não podem absorver o glúten, a proteína encontrada no trigo, cevada e centeio. Quando tais pessoas ingerem essa substância, o sistema imunológico responde atacando as pequenas projeções, semelhantes a dedos, chamadas vilosidades no intestino delgado e destruindo-as. Sem vilosidades, uma pessoa não consegue absorver os nutrientes e pode tornar-se gravemente desnutrida, não importa a quantidade de comida que consuma. Nestes casos, muitos sintomas, tanto digestivos quanto neurológicos podem ocorrer. A doença celíaca é genética. Ela é transmitida através de gerações, mas muitas vezes é desencadeada por um vírus, uma doença, estresse ou gravidez.

Sintomas da doença celíaca

Os sintomas da doença podem incluir problemas digestivos, como diarreia, constipação, distensão abdominal, vômitos e perda de peso. Nas crianças, o crescimento pode ser retardado e o esmalte dos dentes danificado, mas em algumas pessoas pode não haver absolutamente nenhum problema digestivo. Em vez disso, muitos sintomas aparentemente não relacionados, tais como a dor nas articulações, ansiedade, convulsões, neuropatia e anemia podem retardar o diagnóstico da doença, porque a maioria dos profissionais de saúde não associam esses sintomas com a doença gastrointestinal.

Sintomas da neuropatia

Os sintomas da neuropatia incluem fraqueza muscular, cãibras e espasmos causados ​​pela lesão do nervo motor. Às vezes, há uma perda de equilíbrio e coordenação. Isso pode ser provocado por um distúrbio, tal como a doença celíaca, compressão nervosa, toxinas ou inflamação. Muitas vezes a causa não pode ser determinada.

Doença celíaca e neuropatia

Os sintomas da neuropatia celíaca são os mesmos que os sintomas de neuropatia não-celíaca. Muitas outras perturbações neurológicas também estão associadas com a doença, pois, mesmo que ela seja considerada um distúrbio gastrointestinal, a disfunção neurológica pode ser o único sintoma da condição. A DC não tratada leva à redução da absorção de nutrientes, diarreia e perda de peso, que podem causar problemas neuropáticos. Atualmente, não está claro para a comunidade médica se o próprio glúten leva a esses problemas ou se estes são causados ​​por deficiências nutricionais decorrentes da doença celíaca. O Dr. Marios Hadjivassilious, neurologista no Royal Hallamshire Hospital, na Inglaterra, acredita que não são as deficiências nutricionais que causam neuropatia, mas o fato de que a condição é uma doença sistêmica. De acordo com Hadjivassilious, a DC não deve ser vista unicamente como uma "doença do intestino", porque afeta muitas partes do corpo. Outras perturbações neurológicas que podem estar ligadas a ela incluem: ataxia cerebelar, epilepsia, demência e depressão.

Qual é a prevalência da neuropatia celíaca?

Novas pesquisas apresentadas pelo Dr. Hadjivassilious mostraram que a taxa da neuropatia celíaca é 26% de todas as neuropatias axonais e 34% das neuropatias axonais esporádicas.

Outras condições associadas à neuropatia

Outras condições associadas com neuropatia incluem alcoolismo, distúrbios metabólicos, doenças autoimunes, a paralisia de Bell, câncer, síndrome do túnel cárpico, insuficiência renal, diabetes mellitus, doenças infecciosas e deficiências vitamínicas.

Conclusão

Alguns especialistas médicos, como o Dr. Hadjivassilious, acreditam que a sensibilidade ao glúten provoca síndromes neurológicas. No entanto, essa associação deve ser confirmada por estudos epidemiológicos maiores. Experiências de dietas que estudam o efeito do glúten em outros distúrbios, como o autismo e a esquizofrenia têm sido inconclusivas. O tratamento da doença celíaca envolve a eliminação de glúten (de trigo, centeio, cevada). Em muitos casos, problemas neurológicos podem diminuir quando o paciente começa a seguir uma dieta livre dessa proteína.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível