Sugestões de atividades do plexo braquial para crianças

Escrito por sara john | Traduzido por camille sampaio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sugestões de atividades do plexo braquial para crianças
Lesões no plexo branquial podem ser corrigidas com atividades de fisioterapia (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

O plexo branquial é um grupo de nervos que vão da coluna ao pescoço, axila e braço. É essencial para controlar os movimentos musculares e receber sensações nos ombros, braços e mãos. Em crianças, danos ao feixe de nervos é chamado Paralisia de Erb e pode ocorrer durante um parto difícil. Crianças podem causar danos a esta área através de quedas. A maioria das crianças se recupera sem efeitos secundários, embora algumas atividades possam ajudar no processo de cura.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas e tratamento

Em crianças, os sintomas podem ser muito pronunciados e se manifestar na forma de um braço virado para o corpo com pouco ou nenhum movimento. A severidade da lesão, tenham os nervos sido puxados, rompidos ou rasgados completamente, irá ditar o tipo de tratamento e a quantidade de movimento resultante. Alongamento e fisioterapia simples podem não ser necessários, e em alguns casos, a cirurgia pode ser a única solução. Qualquer tipo de lesão do plexo braquial pode causar uma perda de sensibilidade e dificuldade ou incapacidade para mover os ombros, mãos e dedos.

Benefícios da fisioterapia

Bebês e crianças com lesões do plexo braquial quase sempre se beneficiam de alguma fisioterapia. Exercícios simples podem ajudar a manter a força e os movimentos existentes e, ao longo do tempo, ajudar a melhorar estes aspectos. A fisioterapia é um passo importante para recuperar o uso do ombro, braço ou mão e vai ajudar a criança a levar uma vida mais normal. Embora nem sempre seja possível curar completamente o problema com a fisioterapia, é um passo de um plano de tratamento multi-facetado. Além disso, o terapeuta pode auxiliar na prevenção de danos sérios e malformações, que podem ocorrer com lesões musculares, incluindo contração das articulações, o que pode dificultar a recuperação.

Exercícios para ombros

Encolher os ombros é uma maneira de construir a força e amplitude de movimento do pescoço. Como a maioria das crianças com lesões do plexo braquial apresenta fraqueza ou dificuldade de movimentação, os pais podem ser necessários para ajudar neste exercício. Para executar o exercício, a criança deve ficar reta e com os ombros o mais alto possível. Mantenha a posição por um ou dois segundos, em seguida, retorne à posição relaxada. Esta é uma repetição; as crianças devem fazer três séries de dez, duas a três vezes por semana.

Exercícios para mãos e braços

Uma vez que o plexo braquial corre ao longo do ombro e através das mãos, os efeitos dos danos podem ser encontrados em qualquer lugar ao longo dessa linha. Algumas rotações de antebraço simples -- pronação e supinação -- podem ajudar a manter e construir a força. Crianças podem se apoiar sobre suas costas enquanto o pai ou fisioterapeuta segura o braço ferido. Uma mão deve estar no cotovelo e a outra no pulso. O braço afetado deve ser rodado suavemente na direção de fora do corpo pelo pulso. Como a força se desenvolve ao longo do tempo, a criança deve ser capaz de fazer isso sozinha. Da mesma forma, simples atividades com os dedos podem ajudar com a fraqueza. Ajude as crianças a flexionar e esticar os dedos, a fechar os punhos e estendê-los três ou quatro vezes por dia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível