Técnicas de enxerto para uvas de vinho

Escrito por janet nels | Traduzido por jessica pietro pupo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Técnicas de enxerto para uvas de vinho
Enxerto em campo permite que os donos de vinícolas tentem novas variedades sem a necessidade de replantio (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Enxertar uvas para vinho pode realçar o sabor da safra, a produtividade da parreira e também oferecer uma solução para melhorar a resistência a doenças e à tolerância ao solo ou clima. Existem várias técnicas de enxerto no campo (também conhecido como "top-working") que são realizados na vinícola ou em porta-enxertos. O enxerto em banco, por outro lado, é feito no ambiente de um viveiro.

Outras pessoas estão lendo

Composição do enxerto

O enxerto é uma combinação de duas partes de plantas separadas, que ou resulta em uma planta completamente diferente, ou em uma variedade de alta qualidade (enxertada em porta-enxerto estabelecido) com todas as qualidades desejadas em uma certa variedade de uvas.

Os dois pedaços que formam o enxerto são conhecidos como rebento e porta-enxerto. O rebento é a porção que irá produzir a fruta desejada, e o porta-enxerto serve como o sistema radicular da videira. Durante o processo de enxertia, formam-se células que ligam o rebento ao porta-enxerto e então, eventualmente, formam um novo trajeto para água e nutrientes, chamado xilema, e um novo trajeto para o açúcar, chamado floema.

Técnicas de enxerto para uvas de vinho
A combinação certa de rebento e porta-enxerto pode salvar uma vinícola fraca (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Garfagem

Considerado um dos métodos mais simples de enxertia, a garfagem é geralmente realizada no inverso com plantas dormentes. O porta enxerto deve medir pelo menos 2,5 cm de diâmetro e o rebento deve ter 0,6 cm de diâmetro. O porta enxerto é partido com uma lâmina, e uma extremidade, dos dois pedaços do rebento, é cortada em pontas com formato de V e inserida em direção às bordas de cada lado da cisão. Deve-se tomar cuidado para combinar o câmbio em ambos os lados. Os rebentos são presos com fita seguramente na cisão e selados com um composto especial para enxertos.

Técnicas de enxerto para uvas de vinho
Uma vinícola dormente pode ser enxertada e estar pronta para produzir novamente em dois anos (Andy Sotiriou/Photodisc/Getty Images)

Enxertia em lasca de broto

O método de lasca de broto utiliza um único broto maduro, ao invés de um rebento, que contém muitos brotos. Esse processo pode ser realizado com sucesso do final da primavera até o começo do verão. Videiras que tenham sido enxertadas pela técnica da lasca de broto irão produzir uma colheita comercializável dentro de dois a três anos. Uma lasca com pequeno ângulo é cortada de um lado do porta-enxerto e substituída por um pedaço contendo um broto cortado de um rebento. O pedaço novo deve ser de tamanho semelhante e se alinhar com o porta-enxerto o mais rigorosamente o possível. Para selá-lo, enrole o enxerto com uma fita de polietileno.

Técnicas de enxerto para uvas de vinho
Videiras enxertadas precisam ter os novos brotos preparados ao longo da estação (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Enxerto em casca

Um enxerto em casca é geralmente realizado no início da primavera, quando a casca está "saindo" o suficiente para ser retirada do porta-enxerto, mas a seiva ainda não começou a fluir. Esse tipo de enxertia é realizado em porta-enxertos de maior diâmetro e múltiplos rebentos podem ser inseridos ao redor da parte superior de um porta-enxerto cortado. A ponta de cada rebento, a ser inserida, é cortada em um ângulo, de maneira a formar uma cunha com cerca de 5 cm de comprimento. Dois cortes verticais são feitos na casca do porta-enxerto, em cada local onde o rebento será inserido. A casca é solta gentilmente e o rebento é inserido com a borda cortada contra a madeira exposta, abaixo da aba de casca. A casca é puxada de volta para seu lugar e cada rebento é segurado, atravessando-se um prego pela casca e rebento. Todas as superfícies expostas são cobertas com composto para enxerto, para selá-las.

Técnicas de enxerto para uvas de vinho
Enxertia em casca funciona bem em vinícolas com porta-enxertos maduros (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível