Mais
×

Como usar a terapia comportamental para crianças autistas

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Desde 1943, quando o autismo foi reconhecido pela primeira vez, os pais e profissionais têm procurado a melhor maneira de tratar as crianças autistas. Geralmente a terapia comportamental, terapia de fala e linguagem, educação especial e, sempre que considerado necessário, medicamentos, fazem parte do tratamento dessas crianças. Uma terapia com sistema de recompensas chamada de análise aplicada de comportamento é cada vez mais aceita como uma ferramenta para tratar o autismo.

Instruções

Use terapia comportamental para crianças com autismo
  1. Procure por profissionais certificados. Confirme se os indivíduos que trabalham com a criança autista são profissionais experientes que já trabalhava com crianças autistas em particular.

  2. Trabalhe com esses profissionais em sua casa. A terapia de comportamento para o autismo é benéfica se feita no ambiente onde a criança passa a maior parte de seu tempo.

  3. Envolva-se com a terapia de comportamento. Como um pai você tem um papel importante na vida de uma criança com autismo. A terapia comportamental depende da sua participação.

  4. Comprometa o máximo de tempo que tiver disponível para a terapia. A terapia comportamental para autismo pode exigir até 40 horas por semana com uma terapeuta e você, o cuidador.

  5. Ajude seu filho autístico a lidar com estimulação sensorial através da terapia de integração sensorial, que envolve apresentar sons que ela a criança possa ouvir e texturas que ela possa entrar em contato.

  6. Brinque com seu filho autista. Brincar, como a terapia, é útil para o desenvolvimento emocional. A criança ganha confiança e trabalha suas habilidades sociais, que são importantes.

  7. Conte histórias sociais para seu filho autista. Elas são uma outra maneira de desenvolver as relações sociais.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article