Terapia de recuperação de fratura da rótula do ombro

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por josé fabián
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

"Fratura de rótula" é um termo usado para descrever a fratura do extremo superior do úmero, um osso localizado dentro da articulação do ombro. Esse problema, que também é chamado "fratura de úmero proximal", pode acontecer bem embaixo da rótula, no colo proximal ou na rótula em si. O processo de recuperação dependerá da gravidade da lesão.

Outras pessoas estão lendo

Graus de fratura

Segundo o "Textbook of Orthopaedics" (Manual de ortopedia) do Dr. Wheeless, da Duke University, as fraturas de rótula do ombro se classificam em três categorias gerais. No caso de uma fratura "estável", a rótula não fica deslocada da posição original, sendo possível mover o ombro com um mínimo de dor e sem movimentos inusuais entre ele e o resto do úmero. No caso de uma fratura com deslocamento mínimo, a rótula sai do lugar levemente, causando uma dor mais forte e restringindo mais o movimento. Finalmente, quando há uma fratura deslocada, o úmero fica a mais de 10 mm da posição original ou em um ângulo maior que o normal. Dependendo da gravidade da lesão, a rótula pode estar quebrada em até quatro fragmentos que, por sua vez, podem estar separados entre si.

Tratamento de fraturas sem deslocamento

Se a rótula do ombro fraturada não estiver deslocada, é possível tratar o problema sem cirurgia. O método mais utilizado é a imobilização do ombro com uma tipoia ou dispositivo similar. Mantenha o braço estático para que sare, e as chances de sofrer um deslocamento de fragmentos após a lesão original diminuirão também. Seu médico pode indicar tratamentos com compressa fria e analgésicos durante o período. Depois de um tempo de avanço (normalmente, quando a fratura fica completamente curada), o médico pode indicar fisioterapia para reduzir a rigidez do ombro, mantendo-o forte e flexível

Tratamento de fraturas com deslocamento

Se o deslocamento dos fragmentos da rótula for mínimo, podem ser aplicadas as mesmas técnicas e terapias das fraturas sem deslocamento. No entanto, se for importante, quase sempre é necessária uma cirurgia reparadora. Normalmente, o cirurgião coloca na posição certa os pedaços da rótula e os junta com parafusos, alfinetes ou placas. Se o a rótula tiver uma fratura muito grande, pode ser necessária uma substituição, procedimento que consiste em remover a rótula danificada e colocar no lugar uma prótese sintética ajustada à porção restante do úmero.

Após a cirurgia, o ombro é imobilizado por um tempo determinado pelos médicos. Depois disso, você deverá realizar fisioterapia para devolver a mobilidade da área e diminuir a rigidez pós-cirúrgica. Dependendo da gravidade da lesão, o tempo pode ser de algumas semanas ou alguns meses.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível