Tipos de bactérias formadoras de esporos

Escrito por natasha gilani | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de bactérias formadoras de esporos
Bactérias formadoras de esporos (bacteria image by chrisharvey from Fotolia.com)

Bactérias são um grupo grande de organismos microscópicos e unicelulares, que existem tanto independentemente como na forma parasitária. Algumas bactérias são capazes de formar esporos em torno de si mesmas, o que permite que elas sobrevivam em ambientes hostis. Os esporos são feitos de uma camada externa rígida de queratina que é resistente a produtos químicos, pigmentos e calor. Essas estruturas permitem que a bactéria fique dormente por anos, protegendo-a de vários traumas, incluindo diferenças de temperatura, ausência de ar, água e nutrientes. Bactérias capazes de formar esporos causam uma série de doenças, incluindo o botulismo, antrax, tétano e intoxicação alimentar aguda.

Outras pessoas estão lendo

Bacilo

O bacilo é um gênero específico de bactérias em forma de bastão, que são capazes de formar esporos. Na natureza, os bacilos são ubíquos, aeróbicos e esporulantes, representando um grupo com muitos membros, incluindo o Bacillus cereus, o Bacillus clausii e o Bacillus halodenitrificans. Os esporos desses seres, chamados de endósporos, são resistentes a produtos químicos fortes e condições adversas do ambiente. Isso possibilita que a bactéria resista a desinfetantes, radiação, dessecação e calor. Os bacilos são a causa comum de contaminação mecânica e alimentícia, além de serem muito difíceis de eliminar.

Clostridium

O Clostridium é um gênero de bactérias também na forma de bastões, Gram-positivas (bactérias que se coram em violeta ou azul escuro na coloração Gram, devido a quantidades excessivas de peptideoglicanos na parede celular) e que são capazes de produzir esporos. De acordo com a Agência de Proteção à Saúde, o gênero Clostridium abrange um grupo de mais de cem espécies conhecidas, incluindo patógenos como o Clostridium botulinum, Clostridium difficile, Clostridium perfringens, Clostridium tetani e o Clostridium sordelli. Algumas espécies de bactérias são usadas comercialmente na produção de etanol (Clostridium thermocellum), acetona (Clostridium acetobutylicum) e na conversão de ácidos graxos para leveduras e propanediol (Clostridium diolis).

Esporolactobacilos

Os esporolactobacilos são um grupo de bactérias anaeróbicas, em forma de bastão e formadoras de esporos, que inclui o Sporolactobacillus dextrus, o Sporolactobacillus inulinus, o Sporolactobacillus laevis, o Sporolactobacillus terrae e o Sporolactobacillus vineae. Os esporolactobacilos também são conhecidos como bactérias do ácido láctico, já que são capazes de produzir ácido a partir da frutose, da sucrose, da rafinose, manose, insulina e do sorbitol. Essas bactérias são encontradas no solo e, geralmente, na ração de galinhas. De acordo com o livro "Fundamentals of Food Microbiology" (Fundamentos da Microbiologia Alimentícia), os esporos formados pelos esporolactobacilos são menos resistentes ao calor do que aqueles formados pelos bacilos.

Sporosarcina

As Sporosarcina são um grupo de bactérias redondas (cocos) que inclui a Sporosarcina aquimarina, a Sporosarcina globispora, a Sporosarcina halophila, a Sporosarcina koreensis, a Sporosarcina luteola e a Sporosarcina ureae. De acordo com o artigo "Antibiotic Resistance and Production in Sporosarcina ureae" (Resistência à antibióticos e producão na Sporosarcina ureae, em tradução livre), acredita-se que as bactérias desse grupo têm um papel importante na decomposição da ureia no solo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível