Tratamento com lisina para gatos com herpes

Escrito por jacqueline lerche | Traduzido por letícia oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento com lisina para gatos com herpes
A lisina pode ajudar na redução dos sintomas (Comstock/Comstock/Getty Images)

O vírus da herpes felina é comum entre os gatos e pode causar conjuntivite e doenças respiratórias. Ele é uma das causas principais de doenças e eutanásia nos gatos que vivem em abrigos. O vírus da herpes vive nas células e muda o DNA do hospedeiro, o que permite que se replique pelo corpo do animal. Embora não haja cura para o vírus da herpes, o aminoácido essencial lisina pode ajudar na redução dos sintomas e no número de erupções causadas pelo estresse, pois diminui a replicação do vírus.

Outras pessoas estão lendo

Diagnóstico de herpes

Os veterinários são capazes de diagnosticar a herpes felina. Os sintomas que aparentemente são causados pelo vírus da herpes podem ser, na realidade, causados por uma infecção muito mais séria que não pode ser amenizada pelo tratamento com lisina. Erupções severas de herpes devem realmente ser verificadas por um veterinário, pois pode ser necessário administrar antibióticos ou medicação antiviral além da lisina.

Tratamento com lisina

Verifique com o seu veterinário qual a dose adequada de lisina para o seu gato. Mais tarde, é possível que a dosagem mude um pouco durante o aparecimento de lesões ou períodos de muito estresse para o gato. Quando souber a dosagem, compre a lisina em um pet shop, loja de produtos naturais ou farmácia. A maioria dos suplementos de lisina para gatos vem em 100 mg por dose. A maior parte dos produtos para humanos está disponível na quantidade de 500 mg por porção. Escolha o produto que tiver a menor quantidade de ingredientes misturados à lisina. Se possível, opte pela lisina em cápsulas ou em pó em vez de comprimidos.

Prepare a lisina medindo a dosagem própria. Se adquiriu lisina em cápsulas, abra a cápsula e despeje cuidadosamente a quantidade desejada na colher medidora. As sobras da lisina devem ficar na cápsula. Embrulhe a cápsula usada parcialmente em um pedaço pequeno de filme plástico para usar na próxima vez. Guarde-a novamente na embalagem.

Em uma tigela pequena ou um pires, misture completamente a lisina com uma colher de chá de comida para gatos em lata ou algum alimento do agrado de seu gato que também seja fácil de misturar. A quantidade de comida deve ser pequena para que o gato ingira toda a lisina e não ganhe peso por causa da comida extra. Gatos muito mimados talvez prefiram a lisina com um pouco de leite ou papinha para bebês. Deixe a tigela onde ela fica normalmente. Se ele não demonstrar interesse pela comida misturada, encoraje-o a cheirá-la. Embora a lisina não tenha muito gosto, você terá que ser paciente até que o seu animal se acostume ao novo "petisco".

Dê ao gato uma dose de lisina uma ou duas vezes ao dia, dependendo da recomendação do seu veterinário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível