Tratamento para luxação repentina de quadril em cachorros

Escrito por cate de leon | Traduzido por gabriel medinat
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento para luxação repentina de quadril em cachorros
A luxação repentina no quadril em cachorros é tratável com ou sem cirurgia (dog image by jeancliclac from Fotolia.com)

A luxação do quadril súbita em cães pode ocorrer a qualquer momento durante a vida de um cão. Felizmente, a luxação do quadril geralmente não é grave e é facilmente tratável com alguns métodos. Os veterinários oferecem tratamentos cirúrgicos e não cirúrgicos para cães que sofrem de luxação do quadril e pode ajudar a decidir qual é o melhor tratamento.

Outras pessoas estão lendo

Redução fechada

O veterinário pode tratar muitos cães com um procedimento não cirúrgico conhecido como redução fechada. Ele coloca o cão sob anestesia e move a perna do cão em círculos, a fim de colocar a cabeça do fêmur no lugar. Radiografias tomadas após o procedimento asseguram que a redução fechada funcionou corretamente. Após o tratamento, o veterinário coloca uma tipoia chamada de "Ehmer" no cão de uma a duas semanas, para manter a cabeça do fêmur no lugar enquanto ela cura. Enquanto a redução fechada é a opção mais fácil para luxação do quadril, às vezes pode ser mal sucedida e difícil de ser realizada, especialmente com raças maiores.

Ostectomia da cabeça femural

O procedimento cirúrgico mais comum e básico para luxação do quadril em cães é a ostectomia da cabeça femoral, ou OCF. A operação consiste em remover toda a cabeça (esfera) do fêmur, deixando a parte restante dele para formar uma falsa articulação. O processo permite que a falsa articulação se cure junto aos ligamentos, músculos e tendões, em vez de qualquer contato osso com osso real. A ostectomia da cabeça femural reduz a dor da luxação do quadril de forma significativa e normalmente é mais bem sucedida com cães menores, com menos de 22 kg. O cão não será capaz de utilizar seu pé durante duas semanas e apenas parcialmente ao fim de quatro a seis semanas, mas voltará a função quase normal após dois meses.

Osteotomia pélvica tripla

A osteotomia pélvica tripla, ou OPT, é um procedimento cirúrgico utilizado apenas em cães de raças grandes com menos de 10 meses de idade com luxação do quadril leve e sem outros sinais de artrite. A cirurgia envolve o corte da pelve e sua rotação para fornecer a cabeça femoral um ajuste mais apertado no encaixe. O cirurgião veterinário corta a pélvis do animal em três lugares para ajudar na rotação com precisão nos quadris. Após a rotação do quadril, ele estabiliza a pelve com placas ósseas de metal.

Substituição completa do quadril

A cirurgia mais complicada para luxação do quadril é a substituição total do quadril, ou STQ. A operação consiste em substituir a cabeça e o pescoço do fêmur com aço inoxidável ou com implantes de titânio. Os implantes metálicos substituem a junção da bola com o encaixe do fêmur e fica totalmente funcional para o cão durante vários anos. A substituição total do quadril é mais frequentemente usada em cães adultos com pelo menos 18 kg, mas também é feita em cães jovens que desenvolveram a maior parte do crescimento esquelético. Ter artrite secundária, além de luxação do quadril, é também uma razão para o processo de substituição total do quadril, ao contrário de osteotomia pélvica tripla. O tratamento de substituição total do quadril é muito eficaz, com uma elevada taxa de sucesso, mas tem complicações pós-operatórias que podem ser problemáticas. Portanto, apenas os veterinários especializados fazem o procedimento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível