Tratamento da salmonella enterica

Escrito por julia nunnery | Traduzido por anderson gandor
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento da salmonella enterica
Bactéria sob o microscópio

A Salmonella enterica (S. enterica) é uma bactéria, com mais de 2000 subtipos, que causa a salmonelose, uma doença gastrointestinal, geralmente chamada de intoxicação alimentar. Infecções com sallmonella podem resultar em hospitalização e até mesmo morte. A salmonelose geralmente é causada pela ingestão de comida crua ou mal cozida, aves, ovos ou frutas e vegetais lavados com água contaminada. O período de incubação vai de poucas horas até três dias, e dura geralmente de quatro a sete dias. Sinais e sintomas incluem diarreia, febre, náusea, vômito e cólicas abdominais.

Outras pessoas estão lendo

Sem tratamento

O corpo humano usa a diarreia e o vômito como um mecanismo de defesa para se livrar dos organismos patogênicos no trato digestivo. A salmonelose pode ser auto-limitante em casos leves, o que significa que os sintomas desaparecem após alguns dias sem a necessidade de tratamento. De fato, muitos médicos evitam a prescrição de antibióticos, deixando que a doença siga o seu curso. Pode ocorrer desidratação em decorrência da diarreia, então é importante beber muito líquido e manter o balanço eletrolítico. Os antibióticos podem ser prescritos em casos mais severos.

Fluoroquinolonas

A classe de antibióticos de amplo espectro fluoroquinolonas, é considerada a melhor escolha para o tratamento da salmonelose em adultos. Estas drogas previnem que o DNA bacteriano se reproduza, o que efetivamente mata os organismos durante o curso do tratamento. Estes antibióticos não são recomendados para crianças, mulheres que estejam grávidas ou amamentando. A ciprofloxacina é o nome genérico para uma fluoroquinolona específica utilizada geralmente nos Estados Unidos. Ela é usualmente prescrita sob o nome de Cipro ou Proquin.

Cefalosporinas

As cefalosporinas são uma família de antibióticos de amplo espectro, conhecidas pelo nome genérico de cefprozil, e podem ser vendidas sob o nome de Cefzil. O Cefprozil está disponível na forma oral e injetável. Estas drogas são usadas por crianças e mulheres grávidas, no entanto, o cefprozil pode contaminar o bebê através através do leite materno, não sendo recomendado para mães que estiverem amamentando. O Cefprozil previne que as paredes das células se formem, e dessa forma a bactéria morre, já que não pode sobreviver sem uma parede celular.

Penicilina

Todo o estudante, em fase escolar, de biologia já leu sobre a descoberta acidental da penicilina no laboratório de Alexander Fleming. Um esporo de mofo contaminou a placa de Petri da bactéria patogênica que ele estava estudando e impediu que a bactéria crescesse. As penicilinas são um grupo de mais de 50 antibióticos clínicos associados que podem ser vendidos sob o nome genérico de ampicilina, e também sob as marcas de Omnipen, Polycillin ou Pincipen. Assim como as cefalosporinas, as penicilinas previnem que a bactéria forme paredes celulares. Uma desvantagem do uso da penicilina é a reação alérgica que ocorre em certos indivíduos e pode ser uma ameaça à vida.

Recomendações

Tome todas as medicações exatamente como forem prescritas e durante todo o tempo do tratamento. Certifique-se de seguir exatamente as instruções da bula. Informe o seu médico sobre outras prescrições e medicações que você possa estar ingerindo como vitaminas, minerais e produtos herbais. O surgimento de formas de bactéria resistentes à droga, geralmente requer a mudança para tratamento com um antibiótico diferente para combater a infecção.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível