Saúde

Como tratar de aderências abdominais

Escrito por misha safranski | Traduzido por mariana dsp
Como tratar de aderências abdominais

Peritônio com e sem aderências

www.itmonline.org

Aderências abdominais podem ser condições que causam muita dor e problemas na qualidade de vida das pessoas afetas. Elas são redes de cicatrizes que surgem por alguma cirurgia ou trauma abdominal. Elas costumam ser piores após procedimentos cirúrgicos que precisem de incisões abertas, ao contrário das laparoscopias menos invasivas, que precisam de incisões pequenas. As aderências pioram em cirurgias muito longas e que não hidratam os órgãos internos expostos durante a operação. Muitas vezes, o paciente não percebe que a dor é causa pela aderência. Se você souber do problema, confira alguns passos que podem ser tomados para diminuir a dor e os sintomas.

Nível de dificuldade:
Fácil

Instruções

  1. 1

    Converse com seu médico sobre os sintomas. O primeiro passo é determinar se as aderências são mesmo o caso da sua dor. Uma cirurgia laparoscópica pode ser feita para determinar a extensão das aderências.

  2. 2

    Visite um massoterapeuta que use a técnica Maya, que ajuda a quebrar as aderências e guiar os órgãos para as posições adequadas. A cicatriz pode reter fluidos linfáticos abaixo da incisão, e a massagem Maya ajuda a manter esses fluidos circulando, o que melhora a saúde e o bem-estar.

  3. 3

    Procure tratamentos alternativos para a dor, como acupressão ou acupuntura. Pesquisas mostram que esses métodos podem trazer alívio para a dor.

  4. 4

    Considere a possibilidade de fazer uma laparoscopia uma semana após a cirurgia. Nos dias seguintes, as aderências estarão começando a se formar e sem fornecimento de sangue, o que as tornará mais vulneráveis e fáceis de quebrar.

  5. 5

    Faça massagens suaves na cicatriz com creme ou óleo nas semanas após o procedimento. As aderências podem ser minimizadas se o fluxo de sangue e fluidos linfáticos da área forem mantidos e se forem quebradas quando começarem a se formar.

  6. 6

    Pergunte ao seu médico se é possível usar uma barreira contra aderências durante a cirurgia. Esses produtos, comumente usados, contém uma enzima chama hialuronidase, que ajuda a quebrar tecidos conectivos, dificultando a formação de aderências. Esses produtos evitam a formação de aderências em até 50%.

  7. 7

    Planeje-se com antecedência. A melhor defesa é o ataque. Se estiver preparado para a possibilidade da formação de aderências durante o procedimento cirúrgico, você poderá tomar algumas medidas para preveni-la.

Dicas & Advertências

  • Procure apoio e conselhos de outras pessoas que sofram de aderências em fóruns sobre dor.
  • Não fique adiando: procure ajuda logo se sentir uma dor inexplicável. O tratamento precoce é o mais efetivo.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media