Mais
×

Como tratar a intoxicação por Berílio

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

O berílio é um elemento estável, que não pode ser quebrado ou destruído. Ele e seus sais são altamente venenosos e possivelmente cancerígenos. Os passos a seguir irão ajudá-lo a identificar e tratar um caso de intoxicação por berílio.

Instruções

Tratamento de intoxicação por berílio
  1. Veja os sintomas. O maior risco de exposição ao berílio é geralmente por inalar o pó de metal que pode causar uma doença crônica (beriliose), uma condição similar à pneumonia. Os principais sintomas são problemas respiratórios prolongados que não melhoram. A beriliose ocorre quando o corpo torna-se alérgico ao berílio após uma exposição prolongada.

  2. Consulte um médico. A beriliose é normalmente diagnosticada clinicamente após o conhecimento de uma exposição pelo elemento. É difícil de diagnosticar em laboratório, porque há uma propensão para o resultador ser confundido com sarcoidose.

  3. Trate beriliose impedindo uma futura exposição ao berílio. Corticoesteroides irão melhorar os sintomas da doença crônica, mas não irá curá-la.

  4. Administre elevadas doses diárias de prednisona 0,5 a 1 mg por kg de peso corporal, até que a deterioração cesse. Esse tratamento normalmente dura cerca de 4 a 6 semanas. Reduza a dose lentamente e administre a cada dois dias, se possível.

  5. Providencie medidas de suporte comuns à outras doenças respiratórias, como antibióticos (se houver infecção), digitálicos, diuréticos e oxigênio suplementar, conforme requerido pela condição clínica do paciente. Vacinação contra influenza e pneumococo também deve ser considerada.

  6. Continue com a dose terapêutica de esteroides, geralmente pelo resto da vida do paciente.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article