Usos para bagaço de vinho.

Escrito por allen cruthers | Traduzido por vitoria felix
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Usos para bagaço de vinho.
O bagaço é mais do que apenas um subproduto da vinificação. (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

O bagaço é muitas vezes descartado como um subproduto indesejado da vinificação. Com um pouco de criatividade, no entanto, os produtores de vinho podem apertar ainda mais de suas uvas. Depois de enólogos espremerem o suco de suas uvas, eles são deixados com bagaço, a massa de peles, sementes, caules e celulose, que são deixados para trás no lagar. Ao invés de jogar o bagaço fora, centenas de vinicultores descobriram maneiras de fazer a generosa uva continuar trabalhando.

Outras pessoas estão lendo

Bagaço de vinho

Um dos mais antigos usos para o bagaço é simplesmente fazer mais vinho! Os romanos chamavam o vinho feito do bagaço de bebida lora, em tempos antigos e medievais esta era a bebida de um trabalhador comum. O bagaço é misturado com a água quente, para que repouse durante um dia ou dois e, em seguida, pressionado mais uma vez. O suco que emerge é então fermentado tal como vinho, embora a bebida resultante seja muito mais ralo e fraca do que o vinho normal. Na França, o vinho de bagaço é conhecido como piquette.

Conhaque

As mesmas uvas que fazem o vinho podem fazer trabalho duplo como matérias-primas para bebidas mais fortes. Uma das modernas utilizações mais comuns para o bagaço é fazer aguardente destilada. Quase todos os países que cultivam uvas tem sua própria variante de bagaço de conhaque: o francês Marc, o espanhol orujo, o italiano grappa, Balkan raki/ akia e o grego Ouzo; são todas variações do conhaque de bagaço.

Para fazer o conhaque, o bagaço é deixado fermentar completamente, em seguida destilado várias vezes até que ele atinja uma grande percentagem de álcool. Uma grande variedades de força e sabor pode ser conseguida através da variação do processo de destilação ou por adição de diferentes frutos e ervas ao bagaço.

Óleo de semente de uva

Sementes de uva têm propriedades antioxidantes poderosas, e extratos de uva e óleos estão se tornando populares suplementos de saúde. Empresas começaram a reprocessar bagaço de vinícolas para extrair os óleos valiosos das sementes. Infelizmente, este processo requer equipamentos especializados e está fora do alcance da maioria dos produtores de vinho caseiro.

Alimentação animal e compostagem

O bagaço tem valor como ração animal e adubo. O bagaço de uva é frequentemente utilizado como aditivo na alimentação de vaca e cavalo, pois é rica em vitaminas. Muitas vinhas reciclam seus bagaços ricos em nitrogênio como fertilizante; o bagaço de compostagem retorna vitaminas altamente concentradas e minerais ao solo.

Biogás

Embora ainda em fase experimental, programas estão em andamento para transformar bagaço em biocombustível. Empresas recolhem o bagaço de vinícolas e armazena-os em grandes decompositores selados. Quando o bagaço começa a se desfazer, a fermentação e decomposição liberam o gás metano, que é recolhido e queimado para gerar eletricidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível