Mais
×

Como viver com espinha bífida oculta

A espinha bífida oculta é a forma menos grave da síndrome, de acordo com a Clínica Mayo, e muitas vezes não é diagnosticada até ser descoberta acidentalmente em um raio-x ou outro processo de imagem feito por uma razão completamente diferente. Portanto, viver com a espinha bífida oculta muitas vezes não é um problema para a maioria das pessoas com essa condição genética. Ela afeta a vértebra L5, uma das vértebras localizada na região lombar das costas.

Instruções

Consulte um médico para conhecer sua condição (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)
  1. Consulte um médico. Provavelmente o método mais eficaz de viver com espinha bífida oculta é consultar um médico para verificar sua condição particular. Ele será capaz de lhe dizer quais os cuidados (se houver) você precisará ter enquanto vive nessa condição.

  2. Preste atenção em determinadas atividades, especialmente aquelas que incluem flexão e elevação. Como a espinha bífida oculta geralmente afeta a vértebra L5 da região lombar das costas, é necessário prestar mais atenção nas atividades que requerem esticar essa região do corpo, já que a região lombar carrega o peso do corpo e a tensão mecânica.

  3. Mantenha o peso sob controle. A espinha bífida oculta muitas vezes afeta a região lombar das costas, que aguenta todo o seu peso. Ao manter o peso dentro de uma faixa normal e saudável, você garante que nenhuma lesão ou tensão ocorra nesta região vulnerável do corpo devido ao excesso de peso ou obesidade.

  4. Faça exercícios regularmente, principalmente na parte da coluna. Não há razão para quem tem espinha bífida oculta não se exercitar, a menos que sinta dor. Os exercícios manterão os músculos das costas tonificados e flexíveis, permitindo uma melhor amplitude de movimento e diminuindo o potencial de lesões ou tensão nesta área afetada pela espinha bífida oculta.

  5. Procure um fisioterapeuta. Se estiver sentindo alguma dor devido a espinha bífida oculta, ele poderá estabelecer um tratamento para controlar e diminuir essa dor através de exercícios específicos de reabilitação.

Dicas

  • Como mencionado antes, a espinha bífida oculta é a forma menos agressiva da síndrome de espinha bífida. Na verdade, o próprio nome significa já indica que a condição raramente causará problemas para o indivíduo. A maioria das pessoas com esta condição vive uma vida muito normal.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article