×
Loading ...

As dez maiores empresas irlandesas

As dez maiores empresas irlandesas, baseado em uma lista compilada da revista Ireland’s Business and Finance, representam uma variedade de indústrias desde a icônica cervejaria Guiness para materiais de construção e os gigantes de software e tecnologia. A revista Business and Finance escolheu esses negócios baseada no faturamento das empresas, que têm presença significativa na Irlanda.

As dez maiores empresas da Irlanda representam uma variedade de setores (Ireland flag icon. (with clipping path) image by Andrey Zyk from Fotolia.com)

CRH

A CRH é líder internacional na produção de materiais de construção, com distribuição de seus produtos por toda a Europa e os Estados Unidos. De acordo com a Business and Finance, a CRH se manteve como a maior representante no mercado de ações em 2010, apesar da baixa provocada pela recessão de 2009.

Loading...

Diageo

A Diageo é líder mundial no ramo de bebidas premium e detentora da marca icônica irlandesa Guinness, de acordo com seu próprio site. Enquanto as quedas da empresa caíram na Irlanda em 10% em 2009, as vendas globais continuam a crescer depois de 250 anos.

Microsoft

A Microsoft esteve presente na Irlanda desde 1985. Ela continua a ser um dos empregadores mais significativos na Irlanda, com quase 2000 empregados trabalhando em período integral. A economia irlandesa também se beneficia do fato de que a Microsoft fornece 80% do material bruto e serviços para suas operações na Irlanda, segundo a Business and Finance.

Dell

A Dell é a terceira marca de computadores no mundo, de acordo com a Business and Finance. A empresa demitiu 1900 funcionários de fábricas irlandesas em 2009, mas mantém seu alto valor de mercado e operações logísticas na Irlanda, de acordo com a Business and Finance.

IBM

No verão de 2009, a IBM criou 100 empregos na Irlanda, já que muitas empresas estavam sendo forçadas a demitir, segundo a Business and Finance. Isso foi parte de um investimento de 25 milhões de euros em laboratórios de software irlandeses e um plano maior de expansão. Depois de 50 anos estabelecida na Irlanda, a IBM continua como um dos maiores empregadores, com mais de 3000 empregados, de acordo com a Business and Finance.

Google

O gigante da internet, Google, escolheu a Irlanda em 2003 como o lugar para seu primeiro escritório internacional. Suas pequenas instalações com cinco funcionários em Dublin cresceu para instalar meio milhão de publicitários, meio milhão de editores e milhões de usuários por toda a Europa, África e oriente médio até 2010. O Google registrou um salto de 23% em publicidade trimestral em 2010, de acordo com a Business and Finance.

Smurfit Kappa

A Smurfit Kappa é uma fornecedora internacional de embalagens em papel com sede em Dublin desde que foi inaugurada há 75 anos. A fusão com o seu concorrente holandês em 2005 fez a empresa atingir o dobro do tamanho de sua concorrente mais próxima, de acordo com a Business and Finance. A revista informa que, apesar da economia difícil, a empresa continua a gerar retornos de lucro e de capital.

DCC

A DCC é composta por cinco divisões: DCC Energy, DCC SerCom, DCC Environmental, DCC Healthcare, e DCC Food and Beverage. Apesar de uma queda de toda a empresa em receita, a revista relata que a divisão de energia da empresa é uma importante área de lucro e expansão. A DCC Energy é líder de vendas de petróleo e gás liquefeito, de petróleo (GLP), marketing e distribuição de negócios na Grã-Bretanha e na Irlanda, de acordo com seu site.

Grupo Musgrave

O grupo Musgrave, se especializou no fornecimento de produtos de alta qualidade na área de supermercados, trabalhando com fornecedores de alimentos empresariais, de acordo com seu site. A Business and Finance informa que o grupo Musgrave foi forçado a se adaptar a um mercado que tem sofrido dificuldades na economia, mas tem continuado o seu apoio às comunidades através de esforços para manter os custos baixos, qualidade alta, e o emprego de 38000 trabalhadores irlandeses.

Grupo Kerry

O grupo Kerry é um fornecedor mundial de ingredientes alimentícios. Devido a suas vendas internacionais, a empresa conseguiu aumentar seu lucro em 2009 apesar das dificuldades do mercado de produtos de mercearia, e um decréscimo na demanda de consumo irlandesa, de acordo com a Bussines and Finance.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...