Como jogar bingo humano

••• http://clear.msu.edu/dennie/clipart/introduce.gif

O bingo humano é uma variação divertida do bingo clássico. Esse jogo permite que todos numa festa ou grupo de trabalho se conheçam, sem sujeitá-los a uma rodada de introduções circulares que seguem o formato chato de nome, cidade natal e profissão. As pessoas se sentem mais à vontade umas com as outras e lembram mais de cada um quando você usa esse jogo para apresentar todos em um ambiente dinâmico e flexível.

Passo 1

Faça um conjunto de cartões de bingo no seu computador. Eles devem ter, no mínimo, a quantidade de quadrados igual a de jogadores e cada quadrado deve ter uma qualidade ou característica, como "focado", "toca gaita" ou "visitou outro país". Eles podem ser iguais, pois o objetivo é que todos preencham o cartão inteiro e não que completem uma linha cheia. Entretanto, para deixar o jogo mais desafiador e prevenir que as pessoas simplesmente refiram-se umas as outras para ganhar uma assinatura, você pode fazer os cartões um pouco diferentes, tendo perguntas únicas em cartões distintos.

Passo 2

Imprima os cartões em papel branco. Se você desejar, imprima-os em papel mais grosso para torná-los mais duráveis.

Passo 3

Entregue a cada pessoa um cartão e uma canetinha. O objetivo é conseguir a assinatura de uma pessoa diferente em cada quadrado do cartão. Por exemplo, se você conhecer uma pessoa que tenha um cachorro e um gato, só pode fazê-la assinar um desses quadrados.

Passo 4

Dê de 10 a 30 minutos para todos preencherem seus cartões. O tempo que você dará depende do tamanho do seu grupo. Dê tempo suficiente para as pessoas se apresentarem e conversarem brevemente, mas não um tempo longo demais para que elas comecem a se separar em grupinhos e evitem falar com todos.

Passo 5

Reveja as questões e as pessoas que atendem às qualificações. Faça cada pessoa que assinou um quadrado levantar quando você ler todos. Isso ajudará as pessoas a começarem a se reconhecer e também a exporem características e coisas em comum que eles podem não ter percebido antes.

Mais recentes

×