Como reduzir a viscosidade do esperma

••• Ryan McVay/Lifesize/Getty Images

Quando a análise do sêmen é realizada, um fator que é examinado é a viscosidade, ou a liquidez da ejaculação. A ejaculação livre permite o curso do esperma dentro do muco cervical, sem dificuldades; a ejaculação viscosa, ou espessa, pode retardar ou mesmo interromper o progresso do esperma, tornando difícil a fertilização do óvulo. A viscosidade pode ser reduzida usando de mudanças de estilo de vida simples ou com tratamento médico.

Passo 1

Tome um multivitamínico que inclua zinco. Equilibrar os seus nutrientes pode ajudar a aumentar a produção de sêmen.

Passo 2

Evite diuréticos, tais como a cafeína, nicotina e álcool. Estas substâncias causam desidratação e, quando consumidas em grandes quantidades, podem interromper a hidratação necessária para a produção de sêmen. Certifique-se de que esteja evitando essas substâncias e esteja bebendo bastante água -- seis a oito copos por dia -- para uma hidratação adequada.

Passo 3

Use a medicação guaifenesina. Esse fármaco, um expectorante, pode ser encontrado em remédios para gripe que não necessitam de receita e em medicamentos para tosse. O expectorante solta e liberta muco, permitindo que o esperma flua livremente.

Passo 4

Realize um exame de próstata. Uma próstata infectada pode evitar que o sêmen se liquefaça corretamente; isso pode ser tratado com terapia antibiótica.

Passo 5

Peça ao seu médico para lavar seu sêmen para separar o esperma da ejaculação. O resultado de uma lavagem de esperma são espermatozoides móveis em um meio não viscoso, podendo ser utilizados para a inseminação caseira ou intrauterina, realizada por um médico.

Mais recentes

×