×
Loading ...

Como salvar o seu relacionamento do ciúme

George Doyle/Stockbyte/Getty Images

Introdução

O ciúme é um dos maiores vilões da vida amorosa e responsável por incontáveis crises de relacionamento. O problema surge quando o amor, o carinho e a paixão são minados por tal sentimento. Na era digital, o que também pode atrapalhar o casal são conversas e fotos trocadas com os "amigos virtuais" em redes sociais, como o Facebook. Soma-se a isso as mensagens instantâneas que teimam em aparecer constantemente no smartphone a partir de aplicativos como o Whatsapp. Difícil não sentir uma pontinha de ciúmes, não? Tenha em mente que não existem fórmulas e técnicas milagrosas para evitar isso. Você precisa de muito autocontrole, pelo bem do seu amor.

Phil Ashley/Lifesize/Getty Images

Resolva os pequenos problemas

Uma dica para evitar problemas de relacionamento, especialmente aqueles gerados pelo ciúme, está em resolvê-los enquanto ainda são pequenos. Tudo para evitar que virem o estopim para outros maiores e de difícil solução. Trate de resolver logo e de forma amigável. Explique ao parceiro o que exatamente o incomoda e procure uma alternativa.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Sem rancor

Guardar rancor, mágoas e ressentimentos só aumentam os desentendimentos na vida amorosa do casal. Esses sentimentos negativos rapidamente transformam todo o amor em raiva, principalmente depois de uma crise de ciúmes. Nessas horas, o desconforto com alguma atitude do outro vira ofensa. Respire fundo e tente aceitar o parceiro da forma como ele é. Converse com ele e exponha seus sentimentos de forma aberta.

Digital Vision/Digital Vision/Getty Images

Autoconfiança

Em muitos casos, os ciúmes são provocados pela falta de autoestima e autoconhecimento. Nessas horas, você pensa que os outros são mais importantes e atraentes que você. Esse é um território propício para as brigas e a perda do controle. Por isso, é importante cuidar sempre de si mesmo. Em alguns casos, é possível compartilhar suas dúvidas com o parceiro com o objetivo de aprender a lidar com elas. Outra alternativa é buscar a ajuda de um psicólogo.

Michael Blann/Lifesize/Getty Images

Cuidado com o excesso de expectativas

Ao colocar muitas expectativas em relação ao companheiro, podemos ser surpreendidos pela frustração ao constatar que o amado não atende ao nosso ideal. É normal que, nos primeiros meses da relação, tenhamos certa expectativa de que a outra pessoa nos surpreenda sempre, esteja sempre de bom humor e pronta para nos dar apoio. Mas logo percebemos que o parceiro, como todos nós, não é perfeito. Sendo assim, tente adaptar as suas expectativas para evitar decepções. A melhor dica é controlar a ansiedade e aceitar o outro do jeito que ele é.

Goodshoot/Goodshoot/Getty Images

Encurte distâncias

Encurtar distâncias não se refere apenas ao espaço físico. O distanciamento afetivo pode dar margem a sentimentos destrutivos de desconfiança, rancor e ciúme. Isso acontece principalmente com casais que trabalham ou viajam em excesso. Em outros casos, até mesmo o tempo dedicado ao cuidado dos filhos pode aumentar o abismo entre o casal. Nessas situações, o ideal é apostar na aproximação. Os parceiros precisam passar mais tempo juntos, em uma atividade, passeio ou mesmo na hora de descanso. O segredo é ambos curtirem o momento, que não pode ser uma obrigação.

Photos.com/Photos.com/Getty Images

Canal aberto para o diálogo

Os casais que evitam dialogar sobre os problemas que aparecem no relacionamento enfrentam uma dificuldade ainda maior na hora de superar o ciúme. Comunicação é uma ferramenta fundamental para uma vida amorosa saudável. O casal deve conversar sobre os próprios sentimentos e também sobre as situações de desconforto. Se você é ciumento por natureza, que tal expor essa característica e, junto com o parceiro, trabalhar para evitar problemas futuros? Abrir o jogo quase sempre funciona para evitar brigas. Saiba, no entanto, que o diálogo não deve ser apenas sobre as brigas e insatisfações. Converse sobre as coisas positivas, fazendo com que o outro sinta-se amado e feliz ao seu lado.

Michael Blann/Digital Vision/Getty Images

Saia da rotina

A rotina e a zona de conforto também podem ser um grande inimigo para a sua relação. É muito difícil fugir da rotina. Mas acredite: a quebra ocasional da rotina ajuda a dar vida ao relacionamento. Tente passar um dia na praia, por exemplo, mandar flores e uma caixa de chocolates de presente em um dia comum. Isso faz com que você mantenha-se presente na vida do outro. Use a criatividade e evite viver no piloto automático.

Hoby Finn/Photodisc/Getty Images

Encontre o equilíbrio

Encontrar o ponto de equilíbrio é uma forma de deixar o ciúme e os problemas circunstanciais de lado e valorizar o casal. É normal que, durante uma discussão, ambos sejam teimosos o suficiente para não abrir mão de certos valores ou atitudes. Uma coisa é certa: as brigas geralmente são provocadas e alimentadas por ambos. Dessa forma, evite ser o dono da razão e tente domar a teimosia. Uma posição mais flexível ajuda a nivelar o relacionamento e evitar as crises. Pedir desculpas quando estiver errado também ajuda, além de ser um exercício de humildade. Deixe o orgulho de lado e valorize o amor.

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Investir no afeto

Muitas vezes, o ciúme cresce quando a relação está carente de afeto. Por isso, é importante preservar os sentimentos do outro e estar presente na vida dele. Evite que ele vá buscar atenção de outra pessoa. Antes de enlouquecer pensando nessa possibilidade, que tal oferecer doses diárias de amor e cuidado? Um beijo antes de dormir ou um abraço ao chegar do trabalho são uma boa forma de começar. Seja criativo.

Goodshoot/Goodshoot/Getty Images

Atenção às redes sociais

É impossível negar que as redes sociais contribuíram de forma substancial para as crises de ciúme no mundo moderno. Quantos casais você conhece tiveram problemas de relacionamento por causa de programas como o Facebook, o Twitter ou o Instagram? Certamente muitos. Para manter uma relação saudável, é importante compreender que todos nós temos direito à privacidade. Uma pessoa que exige as senhas de e-mail ou das redes sociais do parceiro para controlar o que ele faz online é uma pessoa insegura. Mantenha a cabeça fria e entenda que as redes sociais são locais de sociabilidade e interação.