Mais
×

As 10 maiores raças de cachorro

De acordo com a Federação Internacional de Cinologia, existem cerca de 350 raças de cachorro em todo o mundo
carton_king/iStock/Getty Images

Introdução

Há mais de 7.000 anos os cães entraram em contato com o homem e nasceu assim uma relação inabalável, baseada não só na convivência, mas também na fidelidade e amizade. Foi manipulando esses antigos descendentes dos lobos de acordo com suas necessidades que o homem criou todas as raças caninas conhecidas. Assim nasceram as chamadas variedades gigantes, pesando mais de 50 kg e medindo mais de 70 cm de altura. Esses não necessariamente são cães robustos, mas ainda precisam de exercícios, espaço e boa alimentação assim como bom adestramento e, claro, muito afeto e atenção. Conheça aqui esses 10 maravilhosos giganges de quatro patas.

Dentre os demais animais de seu grupo, o lébrel irlandês é conhecido também por ter a menor expectativa de vida
Farinosa/iStock/Getty Images

Lébrel irlandês, um gigante extremamente fiel

Conhecido como wolfhound irlandês, o lébrel irlandês é mais alto que o dogue alemão, medindo mais de 80 cm de altura. De origem celta, ele foi utilizado na Antiguidade para caçar renas e lobos (dái derivando seu nome). Esse nobre e excelente mascote adora as crianças. Se você conhece a lenda de Guinefort, o "santo lébrel", entenderá sua nobreza. Conta-se que o animal foi executado pelo dono, um nobre inglês, que acreditava erroneamente que o cão queria matar seu bebê quando, na verdade, o havia salvado de uma serpente. No álbum "Mercury falling", de Sting, você pode ver o cantor ao lado de seu lébrel.

O komondor é descentende do mastim tibetano
Getty Images

Komondor, o cão pastor de longas franjas

De origem húngara e com uma pelagem longa composta por uma infinidade de cordões, o komondor se caracteriza por ser um cão de guarda e pastoreio. Seu aspecto é imponente, de estrutura quase quadrada e cor de marfim, medindo mais de 70 cm de altura. Se você quiser um, saiba que a pelagem dele necessita de manutenção constante, tanto para evitar nós como para evitar mofo e doenças de pele. Além disso, você deve ser um dono firme desde o princípio, pois esse é um cachorro extremamente inteligente e de personalidade forte.

Descendente dos mastins, o terra-nova é considerado o cão mais paciente, tolerante e tranquilo de todos
David Leindecker/iStock/Getty Images

Terra-nova, um molosso amoroso

Com a aparência e a imponência de um urso, o terra-nova, originário da ilha de Terra Nova, no Canadá, é um cão "para toda obra", pois já foi utilizado para puxar trenós, como salva-vidas e como animal doméstico. De cor negra ou café, às vezes com algumas manchas brancas, ele mede cerca de 70 cm de altura. Tenha em mente que, apesar da estatura, esse é um animal fiel e carinhoso, nem um pouco desajeitado, muito tranquilo e bondoso. Entretanto, requer muita atividade física e necessita de atenção com suas articulações.

De acordo com historiadores, as missões de resgate na neve eram compostas por quatro são-bernardos
munirhamdan/iStock/Getty Images

São-bernardo, o rei das montanhas nevadas

O gigantesco são-bernardo, mundialmente famoso por seus atos de heroísmo ao resgatar pessoas perdidas na neve ou vítimas de avalanches, tem também um lado místico, pois acredita-se que é o portador dos espíritos bons dos viajantes da neve. Entretanto, se você acha que esse é um animal bonzinho, está muito enganado: ainda que as fêmeas da raça costumem ser afetuosas, os machos são guardiães e territoriais, com uma personalidade dominadora. Apesar do porte, eles se adaptam a espaços pequenos, pois são sedentários e tranquilos, o que não isenta você de oferecer atividades físicas aos animais.

Durante a Revolução Russa, muitos espécimes de borzoi foram mortos por serem associados à nobreza e à aristocracia
Getty Images

Borzoi, o cão da nobreza russa

Alto, esbelto, veloz e elegante, ese é o cão da raça borzoi, que pode medir até 80 cm de altura e pesar menos de 50 kg. Tradicional companheiro dos czares da Rússia, ele foi originalmente criado para proteger os rebanhos de animais grandes como ursos e lobos. Desde então, tornou-se um animal aristocrático, principalmente de companhia devido a sua personalidade dócil e fiel. Contudo, não pense que esse é um animal para crianças, pois sua personalidade não é brincalhona e ele tende a ser indiferente. De passada ligeira, ele requer muita atividade física e um dono tranquilo.

O lébrel escocês costuma ser descrito como um animal meigo, despretencioso e gracioso
Getty Images

Lébrel escocês, caçador por excelência

Esbelta, dona de uma cabeça triangular e focinho largo e pontiagudo, você não acreditaria que essa raça era criada para caçar veados. Ela pode medir até 80 cm de altura e pesar menos de 50 kg, o que lhe garantia rapidez e furtividade nessas atividades. Talvez você tenha escutado que cães de raças grandes vivem pouco tempo, mas o também chamado deerhound escocês pode viver mais de 10 anos. Ele é parecido com o lébrel irlandês, mas com pelos mais longos. Se você quiser um, precisará oferecer a ele espaços abertos, muito exercício e, claro, cercas bem altas.

Os cruzamentos seletivos que geraram o bulmastife começaram no século 19
Getty Images

Bulmastife, um molosso enorme e de grande coração

Originário da Inglaterra, o bulmastife é um pouco menor que outros cães listados neste artigo, medindo até 70 cm de altura, mas é corpulento e imponente. Resultado do cruzamento de mastifes e buldogues, ele era usado em reservas como guardião contra caçadores ilegais. Ele é um animal tranquilo que não costuma latir, costumando atuar quando detecta perigo. Se você pensa em ter um, precisa ser um dono equilibrado, decidido e firme, além de socializá-lo corretamente para evitar ataques. Ele é muito afetuoso com a família, especialmente com as crianças. Mas lembre-se de que atrás de cada criança e animal de companhia deve estar um pai responsável.

O dogo argentino é resultado do cruzamento planejado de várias raças de cães
Getty Images

Dogo argentino, imponente

O dogo argentino é um cachorro forte e muito seguro de si mesmo, que se é tranquilo e late pouco é porque prefiere agir a fazer ruído desnecessário, motivo pelo qual foi utilizado em caçadas. Se você planeja ter um animal dessa raça, deve socializá-lo desde cedo para evitar agressões a outros cães quando ele estiver maior. Além disso, você precisará ser um dono firme e equilibrado e levá-lo para receber treinamento especial para fazer dele um dos animais mais nobres e fiéis. Lembre-se de que não existem cachorros agressivos, senão donos irresponsáveis.

O mastim napolitano é considerado ancestral das raças são-bernardo e rottweiler
Getty Images

Mastim napolitano, um antigo gladiador romano

Utilizado há mais de 2.000 anos em espetáculos de crueldade, apesar de conservar suas características de cão de guarda e proteção, o mastim napolitano será um animal carinhoso e extremamente protetor da família se bem educado e tratado. Essa raça não costuma ser de forma nenhuma valentona, senão bastante tolerante, mas quando chegar ao limite da paciência, agirá para se defender. Contudo, se você é um dono firme e equilibrado, terá um gigante bonzinho, protetor e equilibrado.

Recordista de altura entre os cães, o dogue alemão tem curta expectativa de vida: entre seis e oito anos
MatthewFried/iStock/Getty Images

Dogue alemão, majestoso

Gigante por excelência, o dogue alemão é também um grande protetor do lar e da família. Por ser um cão tranquilo que não costuma latir, alguns acreditam erroneamente que não se trata de uma raça inteligente (por exemplo, o deboche que se faz com o personagem Scooby Doo, que é dessa raça). Mas, pelo contrário: esses são animais equilibrados e fortes. Então, se quiser um, você necessitará dar-lhe exercício adequado e aprender a controlá-lo corretamente devido às grandes proporções e força do animal.